COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Geopolítica

28 de Junho, 2013 - 10:50 ( Brasília )

General reformado dos EUA é investigado por divulgar informação confidencial


Um general reformado dos Estados Unidos está sendo investigado pelo vazamento de informação confidencial sobre um ataque cibernético ao programa nuclear do Irã, informou nesta quinta-feira a emissora NBC.

A NBC, que cita fontes jurídicas, disse que o general reformado James Cartwright, 63 anos, está sendo investigado por supostamente divulgar informações sobre um ataque dos EUA à rede de instalações nucleares do Irã com um vírus de computador chamado Stuxnet.

Em junho de 2012, o jornal The New York Times publicou que Cartwright concebeu e dirigiu essa operação cibernética, chamada "Jogos Olímpicos", durante a Presidência de George W. Bush. O atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ordenou um aumento desses sofisticados ataques para sabotar as instalações nucleares do Irã, de acordo com o jornal.

A última série de ataques cibernéticos americanos contra esse país "pôs temporariamente fora de serviço umas mil centrífugas das 5 mil que o Irã estava utilizando para enriquecer urânio". O vazamento dessa informação "foi muito prejudicial", segundo o ex-congressista da Califórnia Jane Harman.

Ao indagar a origem do vazamento, o FBI se concentrou primeiro na Casa Branca, mas as investigações levaram a Cartwright no final do ano passado, segundo a NBC.