COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Defesa

22 de Maio, 2013 - 12:10 ( Brasília )

SAE - Missão na Suécia será focada na Cibernética

Missão da SAE na Suécia será focada na troca de conhecimento sobre assuntos de defesa



Publicado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE)

A Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) promoveu nesta segunda-feira, 20 de maio, uma reunião preparatória para a missão da delegação brasileira na Suécia, que terá o objetivo de realizar um intercâmbio de conhecimentos entre os dois países nas áreas cibernética e de educação. O foco do Brasil é ampliar a formação de profissionais civis para a área de defesa.

A visita da comitiva brasileira é resultado de um convite da ministra da Defesa da Suécia, Karin Marta Elisabeth Enström, que demonstrou interesse em uma aproximação com o Brasil para a troca de experiências. O cronograma de atividades na Suécia prevê uma série de encontros com membros do governo das duas nações, entre os dias 27 e 29 de maio.

A reunião, que foi coordenada pelo assessor internacional da SAE, Ary Quintella, contou com a participação de representantes da área de defesa da SAE, do Ministério da Defesa, do Ministério das Relações Exteriores e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

Para o assessor da SAE, coronel Freibergue Nascimento, “a iniciativa pretende estreitar as relações bilaterais entre o Brasil e a Suécia nos assuntos de defesa”. A aproximação poderá resultar em um acordo de cooperação entre os dois países.
 
A relação do Ministério da Defesa da Suécia com os centros de pesquisa públicos e privados, os estímulos fornecidos pelo Estado à indústria local e a formação de quadros civis para a área de defesa foram destacados por Antônio Jorge Ramalho, do Instituto Pandiá Calógeras, do Ministério da Defesa do Brasil, como pontos importantes a serem debatidos com o governo sueco.
 
“Pretendemos trocar ideias em relação à maneira com que eles se valem desses centros para a produção de conhecimento, e que tipo de formação acadêmica e de especialização eles oferecem. A Suécia é um país muito desenvolvido nesse campo”.
 
O coronel Luiz Gonçalves, representante do Centro de Defesa Cibernética do Exército (CDCiber), destacou a importância em discutir com o governo da Suécia a possibilidade de desenvolver uma agenda colaborativa voltada para a segurança cibernética.  “Temos grande interesse em buscar novas parcerias nesse setor. No campo cibernético não adianta só um país se proteger. A maior musculatura na proteção vem também de estarmos com parceiros bem protegidos”, afirmou.
 
Participaram da reunião, ainda, representantes do Ministério das Relações Exteriores e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI).

Matéria Relacionada

Brasil e Suécia buscam ampliar cooperação na área de defesa DefesaNet Novembro 2012 Link


 



Outras coberturas especiais


Pacífico

Pacífico

Última atualização 16 AGO, 11:35

MAIS LIDAS

Cyberwar