COBERTURA ESPECIAL - Crise - Geopolítica

25 de Novembro, 2019 - 11:50 ( Brasília )

Turquia testa sistemas russos apesar das ameaças do governo americano


A Turquia testará a partir desta segunda-feira sistemas russos de defesa antiaérea, apesar dos reiterados apelos dos Estados Unidos para que não ative os mesmos, sob penas de sanções, informa a imprensa turca. No domingo, o governo de Ancara anunciou em um comunicado que aviões militares, incluindo F-16, sobrevoariam a capital na segunda-feira e terça-feira, como parte de "testes de um projeto de sistema de defesa antiaérea".

O jornal Milliyet, próximo ao governo turco, informou nesta segunda-feira que os voos pretendem, na realidade, testar os radares de baterias S-400, um sistema russo de defesa antiaérea e antimísseis que Ancara comprou, o que desagradou seus sócios na OTAN.

A compra do sistema de defesa russo gerou tensões entre Ancara e Washington. A questão foi abordada em uma reunião em Washington entre os presidentes Recep Tayyip Erdogan e Donald Trump há algumas semanas. Washington considera que os S-400 não são compatíveis com os dispositivos da OTAN, organização da qual a Turquia é membro.

O governo dos Estados Unidos considera que a compra do sistema por Ancara coloca em perigo os segredos tecnológicos do F-35, um caça americano. A Turquia encomendou mais de 100 F-35 e sua indústria de defesa investiu muito no programa, mas o governo dos Estados Unidos decidiu excluir Ancara do projeto depois que os primeiros S-400 começaram a chegar ao território turco.

A Turquia pode ser objeto de sanções pela compra do material russo, mas em outubro uma fonte americana declarou que Ancara poderia evitar as punições se decidisse não a tivar os S-400. Nas últimas semanas, no entanto, as autoridades turcas expressaram a determinação para utilizar os sistemas russos.



Outras coberturas especiais


Venezuela

Venezuela

Última atualização 26 JAN, 11:28

MAIS LIDAS

Crise