COBERTURA ESPECIAL - Expansão Chinesa - Geopolítica

06 de Janeiro, 2013 - 14:57 ( Brasília )

CHINA - PC recomenda austeridade ao PLA

O Exército de Libertação Popular da China proíbe banquetes de luxo e licores em reuniões



Pequim - O Exército de Libertação Popular (PLA em inglês) chinês, o maior do mundo em número de soldados, proibiu que licores e banquetes de alto luxo sejam oferecidos em reuniões de altos oficiais, em uma tentativa de transmitir uma imagem de austeridade, informou neste sábado a imprensa oficial.

A Comissão Militar Central, presidida pelo novo líder do Partido Comunista (PCCh), Xi Jinping, desde 15 de novembro, também proibiu em eventos militares tapetes vermelhos, arranjos florais, apresentações de artistas e entrega de souvenires, entre outras medidas.

Os oficiais do ELP foram aconselhados também a diminuirem o número de viagens de inspeção e a outros países. E quando viajarem ao exterior, estão proibidos de dormir em hotéis.

As medidas procuram melhorar a imagem militar depois que o país foi abalado por escândalos de corrupção que poderiam diminuir o apoio da sociedade chinesa ao poder político e militar, que no regime comunista estão estreitamente unidos.

As novas regulações também exigem dos militares de alta patente que vigiem as atitudes de seus familiares para que estes não se aproveitem da relação para aceitar subornos ou praticar fraudes.

Em 15 de novembro, o presidente da China, Hu Jintao, entregou a Xi a chefia da Comissão Militar e da Secretaria-Geral do PCCh, dois dos três máximos cargos de poder no país. Em março de 2013, Hu deixará a presidência para Xi assumir.