COBERTURA ESPECIAL - Expansão Chinesa - Geopolítica

23 de Novembro, 2012 - 02:20 ( Brasília )

ARGENTINA – CHINA – Acordo de Defesa

Ministro da Defesa Puricelli firmou acordo com a Administração Estatal de Ciência, Tecnología e Indústria para Defesa da China

A Argentina através do ministro de Defesa, Arturo Puricelli firmou um  Memorando de Cooperação em Logística com a Administração Estatal de Ciência, Tecnología e Indústria para Defesa da China (SASTIND), nesta quinta-feira, 22 de Novembro, em Buenos Aires.

 Com a presença do Vice-presidente da SASTIND, Liu Donkui, o ministro Puricelli deu as boas-vindas para a delegação do país asiático, constituída por representantes da mais variadas áreas de produção para a  Defesa.

 “Nuestra intención es seguir trabajando en la profundización de las relaciones en materia de ciencia, tecnología e industria para la Defensa entre la Argentina y China”, declarou o ministro Puricelli.

 O MoU se enquandra com o estabelecido durante a  visita do ministro argentino à China, no passado mês de  julho, e promove a compra ou cedência de equipamentos, armamentos e acessórios; a transferência de tecnologia e informação; o estudo, desenvolvimento e produção conjunta; o intercâmbio de pessoal; e a provisão de serviços de apoio técnico e logístico na área de armamentos.

O ministro Puricelli destacou o convênio entre a Fábrica Argentina de Aviones “Brigadier San Martín” (FAdeA) e a empresa estatal chinesa CATIC para a produção do primeiro helicóptero multimissão que será fabricado na Argentina.

 “Es uno de los proyectos de cooperación que más nos interesa desarrollar”, expressou Puricelli a respeito do helicóptero CZ-11, cujo protótipo foi apresentado em Outubro na FAdeA.

 Com o memorando, o Ministério de Defensa e a  SASTIND se comprometem  a ampliar os  esforços para o intercâmbio e cooperação direta entre as indústrias de Defesa Nacional de ambos países, em um  marco de respeito e confiança mútua, igualdade e benefício recíproco.

O ministro  Puricelli convidou a  delegação chinesa, que já tinha visitado as instalações do Complejo Industrial Naval Argentino (CINAR), a conhecer também o  Instituto de Investigaciones Científicas y Técnicas para la Defensa (CITEDEF) e a fábrica da  FAdeA.

 Por sua parte, o chefe da  delegação da China ressaltou que seu objetivo  era “complementar o conhecimento comum e aprofundar a cooperação” dentro dos parâmetros  que foram  estabelecidos durante a visita de Puricelli ao seu par Liang Guanglie meses atrás.

 Representantes das empresas NORINCO (especializada em equipamentos militares terrestres), e CEIEC (eletrônica) apresentaram suas  capacidades e ofereceram  possíveis linhas de cooperação que poderão ser desenvolvidas no futuro.

 Pelo lado argentino estavam presentes além do ministro Puricelli, os secretários de Assuntos Internacionais, Alfredo Forti; e de Planejamento, Mauro Vega;o chefe do gabinete do Ministério de Defesa, Carlos Esquivel; o titular de CINAR, Mario Fadel; e o  presidente da FAdeA, Raúl Argañaraz, entre outros funcionários.