COBERTURA ESPECIAL - Expansão Chinesa - Geopolítica

15 de Novembro, 2011 - 14:45 ( Brasília )

Paquistão e China efetuam manobras militares conjuntas


Paquistão e China, aliados estratégicos na Ásia, realizam desde segunda-feira amplas manobras militares conjuntas perto da cidade paquistanesa de Jhelum, informaram fontes do Exército paquistanês. O exercício militar conjunto, batizado como Youyi-IV (Amizade 4), durará duas semanas, acrescentaram as fontes.

Os testes deste tipo costumam incomodar a Índia, potência nuclear vizinha do Paquistão, e os Estados Unidos, imerso em uma crise diplomática com o país islâmico e receoso da influência chinesa na região.

Sem especificar o tamanho da manobra, o Exército paquistanês explicou que dele participam forças especiais de ambos países e destacou o "profissionalismo" dos militares chineses e a amizade entre os países.

Desde 2004 houve dois treinamentos conjuntos deste tipo na China e outros dois no Paquistão, incluindo o atual. "Estes exercícios têm o objetivo de impulsionar a relação profissional entre dois Exércitos amigos", afirmaram as Forças Armadas paquistanesas.

A deterioração dos laços diplomáticos entre Paquistão e EUA, principalmente a partir da operação americana que matou Osama bin Laden em maio, aumentou os receios de Washington sobre a já existente cooperação entre Islamabad e Pequim.

A China, interessada em frear a influência indiana na Ásia, foi de fato um dos poucos países que apoiou o Paquistão nesta crise e é seu principal aliado político.