COBERTURA ESPECIAL - Expansão Chinesa - Geopolítica

14 de Março, 2016 - 09:10 ( Brasília )

Xi Jinping enfatiza inovação para desenvolvimento militar da China


Foi encerrada hoje (14) no Grande Palácio do Povo, em Beijing, a 4ª sessão plenária do 12º Comitê Nacional da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPCh), presidida pelo presidente da CCPPCh, Yu Zhengsheng e com a presença de Xi Jinping, Li Keqiang, Zhang Dejiang, Liu Yunshan, Wang Qishan e Zhang Gaoli.

Desenvolvimento militar

O presidente da China, Xi Jinping, participou ontem (13) do debate com delegação do Exército Popular de Libertação durante a quarta sessão Plenária da 12ª Legislatura da Assembleia Popular Nacional.

Na ocasião, Xi Jinping proferiu um discruso, ele enfatizou que o exército deve ter a inovação em como prioridade na formação militar, promovendo um novo desenvolvimento no setor de defesa nacional.

No discurso, o líder chinês indicou também a importância dos estudos teóricos. Segundo ele, a teoria é uma importante estratégia, a orientação adequada é fundamental para se formar um exército forte. Além disso, ele pediu atenção especial com o progresso da tecnologia avançada e também a aceleração nas pesquisas relativas à defesa do país. O líder chinês comentou sobre as funções do quadro qualificado para a inovação militar.

Depois da conferência, Xi Jiping recebeu os representantes do exército e dos principais institutos de pesquisa militar, ele estimulou os representantes a continuar desempenhando com dedicação seus cargos, promovendo assim uma conjuntura de inovação da defesa do país.

China acelera captura dos fugitivos e bens dos oficiais corruptos no estrangeiro

O diretor do Tribunal Supremo Popular da China, Zhou Qiang, afirmou ontem (13) que a entidade aperfeiçoou no ano passado os procedimentos de julgamento dos fugitivos corruptos no exterior e o diretor da Procuradoria Suprema Popular da China, Cao Jianmin disse que a entidade promoveu de forma profunda os trabalhos de captura dos fugitivos e dos bens roubados por estes.

Os especialistas consideram que a captura dos fugitivos no exterior abre o segundo campo de batalha da China contra a corrupção e a capacidade e força de combate ficam cada vez maiores. Desde outubro de 2014, foram repatriados ou persuadidos 124 criminosos fugitivos no exterior.

Ao reforçar a captura dos fugitivos, a China também fortaleceu as medidas preventivas, incluindo a administração dos documentos de viagem internacional dos oficiais e conhecimento das informações das suas viagens internacionais.