COBERTURA ESPECIAL - Expansão Chinesa - Geopolítica

03 de Novembro, 2015 - 11:10 ( Brasília )

Partido Comunista vai acelerar reforma militar da China


O Partido Comunista da China vai buscar a capacidade de ganhar uma "guerra informatizada" até 2020, como parte de uma acelerada reforma das Forças Armadas, disse a mídia estatal chinesa nesta terça-feira.

A China vai fazer progressos significativos no sentido da compreensão da "mecanização e informatização" até 2020 para construir um sistema capaz de "ganhar guerras com mais informatização e cumprir eficazmente a designada missão de construção de uma moderna força militar com características chinesas", informou a agência de notícias Xinhua.

A promessa de reforma está inserida em um comunicado divulgado quase uma semana depois que o Comitê Central do Partido realizou uma reunião política de alto nível para definir seu 13º Plano Quinquenal. A Xinhua divulgou partes do documento em seu microblog.

De acordo com a agência, a China vai fazer o "Estado de direito" avançar sobre as Forças Armadas e atingir as metas de reforma até 2020.

As autoridades estão ampliando uma campanha anticorrupção que levou à prisão de altos oficiais militares.

Alimentada por um gasto anual de dois dígitos no campo de defesa, a crescente força militar da China e sua posição cada vez mais assertivo em disputas territoriais incomodam os Estados Unidos e seus aliados na Ásia.

China diz que crescimento anual não ficará abaixo de 6,5% nos próximos 5 anos

O crescimento econômico anual da China não ficará abaixo de 6,5 por cento nos próximos cinco anos para alcançar a meta de dobrar o Produto Interno Bruto (PIB) e a renda per capita de 2010 até 2020, disse o presidente, Xi Jinping, segundo a agência de notícias Xinhua nesta terça-feira.  A Xinhua não deu mais detalhes.

 

 

Investimento precisa ter papel importante para estabilizar economia, diz autoridade chinesa

Os investimentos precisam ter um papel importante em estabilizar a economia da China, afirmou nesta terça-feira o presidente da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, Xu Shaoshi.

Xu falou em entrevista sobre o 13º plano quinquenário do país, um esquema para o desenvolvimento econômico e social entre 2016 e 2020.