COBERTURA ESPECIAL - Expansão Chinesa - Naval

18 de Julho, 2013 - 18:30 ( Brasília )

Navios chineses entram em águas territoriais disputadas com Japão


Três navios de vigilância chineses entraram nesta quinta-feira nas águas territoriais de um pequeno arquipélago disputado com o Japão, após uma visita do primeiro-ministro japonês à região, informaram os serviços da guarda-costeira japonesa.

Os barcos entraram na zona de 12 milhas marítimas (pouco mais de 22 quilômetros) ao redor das ilhas que o Japão chama de Senkaku, embora a China as denomine Diaoyu, no mar da China Oriental.

Esta incursão de navios chineses ocorre depois que o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, que se encontra em campanha eleitoral, visitou uma ilha vizinha e se encontrou com homens do serviço da guarda-costeira que patrulham as águas ao redor das ilhas Senkaku/Diaoyu.

"Continuarei a defender nosso território, nossas águas territoriais e nosso espaço aéreo", disse Abe a quarenta integrantes da guarda-costeira na ilha de Ishigaki, que pertence ao arquipélago de Okinawa, 2 mil km ao sul de Tóquio.

A ilha de Ishigaki também se encontra a menos de 200 km da costa de Taiwan, e a visita de Abe foi a primeira em 48 anos realizada por um primeiro-ministro em exercício, de acordo com a rede de televisão pública NHK. "As ilhas Senkaku são parte integrante do Japão, historicamente e em virtude do direito internacional", disse Abe em Ishigaki.

As divergências por este pequeno arquipélago já tiveram um impacto visível nas relações bilaterais entre a China e o Japão, que atualmente se encontram em seu pior nível em muitos anos.