COBERTURA ESPECIAL - Expansão Chinesa - Geopolítica

13 de Maio, 2013 - 00:05 ( Brasília )

Bolívia - China doa U$ 8 milhões para equipar as Forças Armadas


DefesaNet Agência de Notícias


O governo chinês doou à Bolívia  8 milhões de dólares que serão usados nos próximos cinco anos, na compra de equipamentos militares de logística e apoio, porém não de combate, para as Forças Armadas do país andino, disse o ministro da Defesa, Ruben Saavedra.

Cooperação foi acordada numa reunião neste sábado (11MAI13), entre o Ministro Saavedra e o vice-chefe do Exército de Libertação Popular da China, o general Wang Guanzhong, que lidera uma delegação da China em visita La Paz.

Após o encontro, Saavedra e Wang assinaram um acordo para "continuar a renovação de materiais operacionais e de logística" do Exército, da Marinha e da Força Aérea Boliviana disse Saavedra aos repórteres.

 "Desta vez, estamos  assinando um novo acordo que envolve o apoio da China à Bolívia no valor de  U$ 8 milhões  a ser implementado nos próximos cinco anos", disse o ministro boliviano.

 Ele esclareceu que "é um acordo que não está relacionado a materiais de combate", mas "é sim utilizados em logística e operações" para melhorar as capacidades das Forças Armadas.

 Wang Guanzhong ressaltou, entretanto, que o apoio entre a Bolívia e a China "é um exemplo de cooperação entre os países sul-sul", e que a relação bilateral está baseada "nos princípios da igualdade, honestidade, confiança mútua e apoio mútuo ".

 O líder militar chinês visitou antes, o presidente Evo Morales no Palácio do Governo, e depois de seu encontro com Saavedra, tinha agendado uma reunião com o chefe das Forças Armadas da Bolívia, general Edwin de la Fuente.

 "Espero que a minha breve visita à Bolívia possa contribuir um pouco para o desenvolvimento contínuo das relações entre os dois países e as duas forças armadas", disse o militar chinês.

 Saavedra agradeceu a cooperação da China, segundo ele, é para a Bolívia "um importante aliado".

 China já forneceu antes equipamentos para as Forças Armadas da Bolívia, como o treinador K-8, recebidos em 2011. Está finalizando a construção um satélite de comunicações para ser colocado em órbita no final deste ano.

Também planos para apoiar a industrialização das reservas de lítio da Bolívia.

Matéria relacionada

BOLÍVIA - Chegam os K-8  Link


Bolívia - Evo Morales ordena criar um Exército “temido pelo Império” Link

Rejeição ao Brasil aflora em protesto indígena na Bolívia Link