COBERTURA ESPECIAL - Fuzileiros Navais - Naval

02 de Março, 2015 - 08:45 ( Brasília )

Militares do Grupamento de FN de Natal embarcam para compor a Força de Pacificação da “Maré”


Setenta e quatro militares do Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal seguiram, no dia 24 de fevereiro, para o Rio de Janeiro (RJ), com o propósito de comporem a Força de Pacificação da “Maré”, onde permanecerão por um período de dois meses. O transporte dos militares contou com o apoio da Força Aérea Brasileira.

Para a missão, os militares realizaram adestramentos, entre os dias 10 e 13 de fevereiro, coordenados pela Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), no bairro de Mãe Luíza, em Natal (RN).

“Tenho certeza que nós estaremos muito bem representados. Desejo pleno sucesso. As famílias que ficam serão apoiadas. Daqui a dois meses estaremos novamente reunidos para comemorarmos”, disse o Comandante do 3º Distrito Naval, Vice-Almirante Afrânio de Paiva Moreira Júnior.

Força de Pacificação fica na Maré até junho de 2015

As Forças Armadas ocupam a Maré desde abril de 2014 - três meses antes da Copa do Mundo. O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, anunciou em dezembro de 2014 que a Força de Pacificação vai permanecer no Complexo da Maré até 30 de junho de 2015.

"As Forças Armadas devem ficar até que a crise no programa das UPPs seja endireitada e novos policiais sejam formados", disse Ignacio Cano, sociólogo e professor do Laboratório de Análise de Violência da Uerj.  "Há falta de efetivo em UPPs e diversos batalhões na cidade. A

UPP da Maré só voltará a ser prioridade no Rio com a proximidade da Olimpíada, em 2016", afirmou ele à BBC Brasil.