COBERTURA ESPECIAL - Brasil - China - Geopolítica

08 de Setembro, 2010 - 12:00 ( Brasília )

Comunicado Conjunto Brasil - China


Relações Político-Militares Sino-Brasileiras


Comunicado Conjunto Brasil - China

Ministério da Defesa da República Federativa do Brasil e
Ministério da Defesa da República Popular da China

O Conselheiro de Estado e Ministro da Defesa da República Popular da China, General do Exército Liang Guanglie, em visita oficial ao Brasil no período de 7 a 10 de setembro de 2010, e o seu anfitrião, o Ministro da Defesa do Brasil, Nelson Azevedo Jobim, estiveram reunidos nesta quarta-feira, 8 de setembro, na cidade de Brasília.

Na ocasião, os dois Ministros fizeram avaliação conjunta dos temas das relações bilaterais. Ambas as partes reconheceram que a paz e o desenvolvimento econômico e social representam os principais desafios do nosso tempo. No âmbito da defesa, ambas as partes concordam que o fomento à cooperação constitui importante instrumento para a consecução desses objetivos.

Ao mesmo tempo, entendem os Ministros que novos desafios globais se delineiam no horizonte, a exigir ainda mais cooperação entre as nações, especialmente para salvaguardar os interesses comuns dos países em desenvolvimento e a paz e a estabilidade regional e global.

Reconheceram que as relaçãos entre as Forças Armadas constituem componentes importantes da Parceira Estratégica entre a China e o Brasil. O intercâmbio e cooperação entre os dois países nos assuntos de defesa e segurança favorecem o enriquecimento do contéudo da Parceira Estratégica entre os dois países e o maior desenvolvimento das relações bilaterais.

Reiteraram sua satisfação com os resultados positivos do intercâmbio e cooperação entre as áreas de defesa dos dois países, especialmente de suas Forças Armadas - com trocas de visitas de alto nível, treinamento e formação profissionais- e consideram amplas as perspectivas da cooperação das duas partes.

Chegaram os dois Ministros aos seguintes consensos sobre as ações para prosseguir no fortalecimento do intercâmbio e do diálogo nas diversas áreas:

1. Intensificar ainda mais a troca de visitas de delegações militares de alto nível e aumentar o conhecimento e confiança mútua;

2. Aprofundar o mecanismo do Comitê Conjunto China-Brasil de Intercâmbio e Cooperação entre os Ministérios de Defesa, por meio do qual se promove a cooperação entre as duas partes. Confirmaram a realização da Segunda Reunião do Comitê Conjunto China-Brasil no Brasil, em 2011;

3. Continuar a reforçar a cooperação nas áreas de formação de pessoal e treinamento. A parte chinesa manifestou interesse em realizar treinamento conjunto entre os dois Exércitos na China em 2011 e entre pilotos das duas Forças Aéreas; A parte brasileira transmitiu sua reação favorável à proposta chinesa para participar de treinamento em salto livre operacional de alta altitude e também receber curso de língua portuguesa no Brasil;

4. Continuar a intensificar o intercâmbio e a cooperação nas áreas de tecnologias específicas, bem como a observação da paz internacional, o controle aeronáutico e a segurança da aviação.

Brasília, 8 de setembro de 2010


Outras coberturas especiais


Argentina

Argentina

Última atualização 18 NOV, 13:30

MAIS LIDAS

Brasil - China