COBERTURA ESPECIAL - Brasil - China - Aviação

20 de Julho, 2014 - 14:23 ( Brasília )

EMBRAER – China Adquire 30 + 30 opções E-jets e E-jets2



A EMBRAER  concluiu dois importantes acordos com empresas chinesas para venda de E-Jets e também a futura geração E-Jets2.

A visita do presidente da República Popular da China, Xi Jinping ao Brasil para a VI Cúpula dos BRICS, Fortaleza  (CE), e a extensão da visita à Brasilia para comemorar os 40 anos da relação bilateral Brasil – República Popular da China.  É a primeira viagem do mandatário chinês à América Latina desde a sua posse em 2013. Os contratos foram assinado no dia 17 de Julho no Palácio do Planalto.
 
EMBRAER

Na  visita à Brasilia e na presença dos presidentes  Dilma Rousseff e Xi Jinping, a EMBRAER assinou dois acordos com empresas chinesas. Um contrato foi assinado com a ICBC Financial Leasing Co., Ltd. (ICBC Leasing) e outro com a empresa aérea chinesa Tianjin Airlines, uma subsidiária do HNA Group.
 
ICBC – 10 Firmes + 10 Opções E190-E2

A Embraer firmou um acordo de venda para até 20 E190-E2 com a ICBC Financial Leasing Co., Ltd. (ICBC Leasing), da China, sendo 10 pedidos firmes e 10 direitos de compra. Os pedidos firmes para as 10 primeiras aeronaves serão incluídos no backlog da Embraer no 3º trimestre de 2014.

O E190-E2 será o primeiro modelo da família de E-Jets E2 a entrar em serviço.O valor do contrato é de USD 1,1 bilhão a preço de lista, caso todos os direitos de compra sejam convertidos em pedidos firmes. As primeiras entregas estão previstas para o início de 2018.

“Ter a ICBC Leasing como arrendador do E2 dá aos nossos potenciais clientes mais uma opção quando pensam em operar estas aeronaves de última geração”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “A ICBC Leasing tem se expandido rapidamente nos últimos anos para se tornar uma das principais empresas de leasing de aeronaves do mundo. O forte apelo dos E-Jets junto às companhias aéreas de todo o mundo foi um fator decisivo para a aquisição dos E2 pela ICBC”.

Estabelecida em 2007 como uma subsidiária integral do Industrial and Commercial Bank of China, um dos maiores bancos do mundo, a ICBC Leasing é proprietária e gerencia uma frota de aproximadamente 380 aeronaves. Em junho de 2012, a ICBC Leasing adquiriu 10 jatos executivos Legacy 650, sendo cinco opções, seguindo um Memorando de Entendimento assinado em abril daquele ano.

“Estamos satisfeitos em fazer parte do programa E-Jets E2 e ampliar ainda mais nossa parceria com a Embraer", disse Cong Lin, CEO da ICBC Leasing. “Adicionar os E-Jets E2 ao nosso portfólio vai diversificar nossos recursos, fortalecer a nossa liderança no mercado de leasing e nos apoiar na expansão do mercado de leasing de aviação regional. Estamos confiantes que esses novos jatos trarão grandes benefícios para os nossos clientes.”

 
Tianjin Airlines - inclui 20 E-Jets e 20 E-Jets E2
 
 
A Embraer concluiu um acordo para a venda de 40 aeronaves para a companhia aérea chinesa Tianjin Airlines, uma subsidiária do HNA Group. O contrato, avaliado em USD 2.1 bilhões a preço de lista, inclui 20 E-Jets e 20 E-Jets E2, o que faz da Tianjin Airlines o primeiro cliente dos E-Jets E2 na China.
 
Os primeiros E-Jets e E-Jets E2 serão entregues em 2015 e 2018, respectivamente. O pedido será incorporado à carteira de pedidos da Embraer tão logo seja feito o pagamento inicial da encomenda (downpayment).

“Este é mais um importante momento dessa longa e sólida parceria com a HNA Group e Tianjin Airlines, o maior operador de E-Jets na Ásia. O novo pedido reforça o sucesso que a companhia aérea vem tendo com os jatos Embraer. As significantes conquistas da Tianjin Airlines e sua contribuição para a aviação regional chinesa são vitrines para as aeronaves Embraer,” disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “É uma satisfação fazer parte desse trabalho conjunto para abrir novas oportunidades de mercado e contruir uma rede de transporte aéreo para o benefício do país”.

“Os jatos Embraer E190 têm sido a base da nossa estratégia de expansão regional nos últimos anos, o que nos permitiu atingir nossas metas de desenvolvimento. Vemos esse pedido adicional como uma continuação dos nossos planos de crescimento no curto e no longo prazo”, disse Liu Lu, Presidente Executivo do Conselho e Presidente da Tianjin Airlines. “Os 20 novos E-Jets E2 vão nos trazer eficiência e flexibilidade ainda maiores para adicionar frequências e expandir mercado.”

 Embraer e a Tianjin Airlines estabeleceram uma parceria bem-sucedida. A companhia aérea foi o cliente-lançador do E190 na China e opera a maior frota de E-Jets na Ásia com 50 jatos E190. Ela também foi a primeira empresa chinesa apontada como Centro de Serviço Autorizado pela Embraer no país. Recentemente, a aérea anunciou a contratação do Embraer AHEAD-PRO para todas as suas aeronaves, tornando-se o primeiro usuário desse sistema na China.

HNA Group Tianjin Airlines foi lançada como a primeira aérea regional da China em 2009. Em 2010, a empresa mudou o seu foco de operação exclusivamente regional, ampliando serviços para atendimento de rotas principais. Atualmente, o objetivo é se tornar uma empresa aérea internacional de médio a grande porte em busca de uma estratégia de “aviação regional e operação global”.

Em 2011, a Tianjin Airlines recebeu os prêmios “Melhor Aérea Regional da China” e “Global Four-star Airlines”, da Skytrax, por suas significativas conquistas. A empresa opera uma frota de aproximadamente 80 jatos que servem 90 destinos domésticos e internacionais, transportando 8 milhões de passageiros.
 
Nota

Desde a sua entrada em serviço em 2004 até hoje, mais de 1.000 E-Jets operam com 65 companhias aéreas em 45 países, tornando-se um sucesso global.

O programa E-Jets E2 reforça o comprometimento da Embraer em manter investimentos contínuos na linha de jatos comerciais da Empresa e manter sua estabelecida liderança de mercado no segmento de 70 a 130 assentos. Motores de última geração, em conjunto com novas asas aerodinamicamente avançadas, controles de voo totalmente fly-by-wire e avanços em outros sistemas resultarão em melhorias significativas no consumo de combustível, custos de manutenção, emissões e ruído externo. As primeiras entregas do E-Jets E2 está planejada para o primeiro semestre de 2018



Outras coberturas especiais


Vant

Vant

Última atualização 22 SET, 16:00

MAIS LIDAS

Brasil - China