COBERTURA ESPECIAL - Brasil - EUA - Aviação

28 de Fevereiro, 2018 - 08:55 ( Brasília )

Instituto da FAB recebe Certificado de Reconhecimento dos Estados Unidos

IFI presta serviços nas áreas de certificação, normalização, metrologia, propriedade intelectual, transferência de tecnologia e coordenação industrial

Ten Elias, Maj Peçanha e Ten Emília


O National Airworthiness Council (NAC), órgão do governo norte-americano que reúne as autoridades técnicas das Forças Armadas dos Estados Unidos, emitiu, no dia 21 de fevereiro, o Certificado de Reconhecimento de Autoridade de Aeronavegabilidade Militar ao Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), nas áreas de inspeção, certificação, produção e aeronavegabilidade continuada das aeronaves militares sob sua competência.

A conquista é fruto do trabalho desenvolvido pelo IFI junto às autoridades técnicas norte-americanas desde 2015. As atividades incluíram análise de documentações técnico-administrativas e visitas técnicas nos dois países. No primeiro encontro, que aconteceu em 2016 em território americano, uma equipe precursora realizou reuniões com os integrantes do NAC, objetivando iniciar o procedimento para o reconhecimento mútuo.

No ano seguinte, foi a vez do NAC visitar as instalações do IFI, em São José dos Campos (SP). Na oportunidade, um grupo técnico verificou que o IFI, complementado pelas atividades de aeronavegabilidade continuada sob responsabilidade da Diretoria de Material Aeronáutico e Bélico (DIRMAB), possui processos, procedimentos, expertise, capacidade e autoridade para ser reconhecido como Military Airworthiness Authority (MAA).

Para o diretor do IFI, Coronel José Renato de Araújo Costa, esse reconhecimento facilitará o intercâmbio de informações relativas aos produtos mutuamente operados, contribuindo para a garantia do desempenho, da segurança e da disponibilidade de nossas aeronaves. Além disso, a importância se estende não apenas ao Comando da Aeronáutica, mas também a toda a indústria aeroespacial e de defesa, uma vez que os certificados emitidos pelo instituto podem ser reconhecidos pelo NAC de modo mais célere, beneficiando a indústria nacional desses setores em eventuais aquisições e operações de produtos nacionais pelo mercado norte-americano.

"Dada a dimensão e o nível de tecnologia desses setores em território americano, o reconhecimento ratifica de forma inequívoca o nível de competência brasileiro em todas as fases do ciclo de vida de produtos aeroespaciais e de defesa, reforçando o Brasil como um dos principais players do setor aeronáutico mundial. Ainda este ano um corpo técnico do IFI deve ir aos Estados Unidos para analisar a estrutura, as documentações e a forma de trabalho do NAC, o que deve consolidar o reconhecimento mútuo entre os dois países, culminando com a emissão de um certificado análogo por parte do Departamento de Ciência e Tecnologia da Aeronáutica (DCTA) e do IFI", explica.



Criação

O IFI, criado em 1971 e subordinado ao DCTA em São José dos Campos (SP), presta serviços nas áreas de certificação, normalização, metrologia, propriedade intelectual, transferência de tecnologia e coordenação industrial. A organização também é reconhecida pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do INMETRO, signatária do Acordo de Reconhecimento Multilateral do International Accreditation Forum (IAF), como organismo de certificação de sistemas de gestão da qualidade no escopo da atuação aeroespacial.

O instituto vem se destacando por diversas ações, entre elas, o processo de certificação da aeronave KC-390 em conjunto com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), sendo o IFI a Autoridade de Aeronavegabilidade Primária para a frota mundial das aeronaves militares KC-390.


VEJA MAIS