COBERTURA ESPECIAL - Brasil - EUA - Naval

19 de Novembro, 2015 - 12:00 ( Brasília )

Aeronaves “Osprey” dos EUA chegam ao Brasil para apoiar Unitas Amphibious


Neste último sábado (14), três aeronaves MV-22 “Osprey” dos EUA aterrissaram no Rio de Janeiro para dar início ao adestramento militar da Operação Unitas Amphibious 2015. Com o voo mais longo de sua história, a MV-22 percorreu o equivalente a 11.417 km, dos EUA até o Brasil.

Após realizarem parada na cidade de Belém, as aeronaves chegaram ao Rio para compor o exercício da Unitas Amphibious nos dias 17 e 18 de novembro, na Ilha do Governador, e no dia 20 de novembro, na Ilha da Marambaia.

A MV-22 “Osprey” tem sido empregada para apoiar tropas em combate desde 2007 e é a principal aeronave de apoio ao assalto utilizada pela U.S. Marine Corps. Com o dobro da velocidade e o alcance cinco vezes maior que o de um helicóptero, o veículo utiliza dois motores, posicionados nas extremidades das asas fixas, que possibilitam o pouso e a decolagem na posição vertical.

Realizada pela Marinha do Brasil, por meio do Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra, a Operação Unitas Amphibious 2015 reúne Fuzileiros Navais de oito países da América (Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Estados Unidos, México, Paraguai e Peru).

Características MV-22 “Osprey”

Fabricante: Bell Boeing
Propulsão: dois motores Rolls-Royce AE1107C (6.150 shp cada)
Comprimento: fuselagem (17,48 m), dobrado (19,20 m)
Largura: rotores girando (25,78 m), dobrado (5,61 m)
Altura: naceles na vertical (6,73 m), estabilizado (5,46 m)
Diâmetro do rotor: 11,6 m
Peso bruto máximo de decolagem: 23.859 Kg
Velocidade máxima de cruzeiro: 500 Km/h
Armamento: metralhadora M240 ou M2 calibre .50
Raio de missão: 792 Km (com 24 combatentes e armamento)
Cockpit: assentos para guarnição (02 MV / 03 CV)