COBERTURA ESPECIAL - Brasil - Argentina - Terrestre

16 de Agosto, 2014 - 19:44 ( Brasília )

Operação Guarani 2014 - 3º Dia Operações

Autoridades do Alto Escalão do Exército Brasileiro e Argentino Acompanham o Desenrolar da Operação Guarani/ 2014 na Região de Cacequi e Rosário do Sul/RS


Atualização incluídos vídeos 17 Ago 14 - 14:00h

15 Ago 14: No terceiro dia da Operação Guarani 2014, exercício combinado de adestramento que reúne tropas do Exército Brasileiro, 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (1ª Bda C Mec), de Santiago/RS e do Exército Argentino, Brigada de Monte 12, de Posadas/Misiones, na região de Cacequi e Rosário do Sul/RS, mais precisamente no Campo de Instrução Barão de São Borja (Saicã), a FT GUARANI executou a simulação de assalto aeromóvel, com o apoio do 1ª Batalhão de Aviação do Exército Brasileiro e da 1ª Seção de Aviação do Exército Argentino de Monte 12.

A ação conjunta dos dois Exércitos garantiu a travessia do Rio Santa Maria, com a menor resistência possível, para acelerar a conquista das margens e possibilitar a execução da Transposição de Curso D’água, realizada com o apoio de botes da 1ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada. O emprego de meios blindados facilitou a execução das ações planejadas, especialmente a Viatura Blindada de Transporte de Pessoal EE-11 URUTU, que possui capacidade anfíbia.

Na transposição de curso d´água foi utilizada a Ponte “RIBBON BRIDGE”, do Exército Brasileiro, que é orgânica de algumas Organizações Militares de Engenharia. Esta ponte dobrável flutuante, é um sistema altamente moderno para superar rios e obstáculos, com rapidez e simplicidade.

Por fim, os helicópteros HM-4 EC725 Jaguar, da Aviação do Exército Brasileiro, realizaram o transporte de peças de Artilharia.

Nessa operação, destaca-se o importante apoiodo 1º Batalhão de Comunicações, de Santo Ângelo/RS e da 12ª Companhia de Comunicações Mecanizada, de Alegrete, em reforço ao trabalho da 11ª Companhia de Comunicações Mecanizada, de Santiago/RS.

Esta segunda edição da Operação Guarani, desta feita em solo brasileiro, reveste-se de importância para estreitar os laços de amizade e cooperação entre os exércitos do Brasil e da Argentina, além de facilitar o estabelecimento de rotinas conjuntas.

O Comandante Militar do Sul (CMS), General de Exército Antônio Hamilton Martins Mourão, que acompanhou de perto a demonstração das tropas, destacou durante entrevista concedida a imprensa, o fato da Operação Guarani capacitar ambos os exércitos a trabalhar de maneira integrada, proporcionando maior proteção e segurança nas operações futuras.

Também estiveram presentes no “Vip Day”, para acompanhar o desenrolar do exercício combinado, o Comandante de Operações Terrestres, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas; o General de Divisão Geraldo Antônio Miotto, Comandante da 3ª Divisão de Exército; o Comandante de Adiestramiento y Alistamiento del Ejército (Exército Argentino), General de División Victorio Ramón Paoli; o Comandante de la 1ra División de Ejército (Exército Argentino), General de Brigada Hugo Alejandro Bossert e o Comandante de la Brigada de Monte 12, General de Brigada “VGM” Roberto Oscar Reyes.

Na oportunidade, o Comandante da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, General de Brigada Douglas Bassoli, também destacou a intenção de envolver uma força-tarefa de apoio logístico.

As atividades da Operação Guarani 2014 ocorrem até o dia 20 de agosto, com a participação de um efetivo de 1,2 mil militares e 320 viaturas.

Nove helicópteros (sete do Exército Brasileiro e dois do Exército Argentino) atuam no apoio das operações aeromóveis e transporte de carga.



Outras coberturas especiais


PCC - Gangues

PCC - Gangues

Última atualização 19 OUT, 12:30

MAIS LIDAS

Brasil - Argentina