COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Naval

21 de Novembro, 2012 - 18:22 ( Brasília )

IACIT firma parceria com Marinha para modernizar conjunto de rádios transmissores de alta frequência


A IACIT, empresa nacional sediada em São José dos Campos (SP), firmou parceria com a Marinha do Brasil para modernizar um conjunto de oito rádios transmissores HF (alta frequência), sendo um modelo de uso terrestre e outro de uso naval. O contrato terá duração detrês meses para este primeiro lote. O valor do projeto não foi divulgado.
 
Os rádios – modelos SSB/CW de 1KW – TRM1000 modelo ET/SRT-6 (uso terrestre) e ET/SRT-6 AV (uso naval), desenvolvidos pela extinta Tecnasa Eletrônica Profissional S.A., devem ganhar uma sobrevida de mais dez anos com esse o trabalho de modernização. No próximo ano, a ação deverá ser estendida aos mais de 120 rádios dos mesmos modelos utilizados pela Marinha.
 
Este é o segundo contrato de parceria firmado entre a IACIT e a Marinha brasileira. A empresa já atuou no projeto do DME (Distance Measurig Equipment), instalado em um navio da Força Naval. “A IACIT alinhou sua estratégia de desenvolvimento atrelada à política nacional da Indústria de Defesa. Essa nova parceria reforça nossa capacidade de suprir o setor com produtos e serviços de ponta”, comenta o diretor-presidente da IACIT, Luiz Carlos Paiva Teixeira.
 
Com uma equipe altamente capacitada, composta por profissionais especializados no setor de pesquisa e desenvolvimento de projetos de Defesa, a IACIT também conta com diferenciais logísticos e de manutenção. Isso porque a empresa possui equipes técnicas instaladas em diversas regiões do Brasil, entre elas, Manaus, Belém, Recife, Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre e na capital paulista. Esta capilaridade permite que a IACIT execute os projetos, manutenção e instalação de equipamentos e sistemas em todo o território nacional.
 
Sobre a IACIT
 
A IACIT tem quase três décadas de fundação. Uma empresa 100% nacional, que consolidou sua história iniciada com serviços direcionados para as áreas de Navegação Aérea e Controle do Tráfego Aéreo, ampliados para Redes Integradas e Meteorologia e com a evolução, a partir de 2008, para o desenvolvimento e fabricação de radares meteorológicos e produtos aplicados à Comunicação, Vigilância e Navegação para Defesa.