COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Defesa

24 de Outubro, 2012 - 00:56 ( Brasília )

EMBRAER - Percentual da Defesa no Faturamento alcança 18 porcento

Área de defesa e segurança alcança 17% no acumulado dos três trimestres. um recorde na Embraer

Dados do Balanço da EMBRAER  3º Trimestre 2012


DESTAQUES Gerais

 - No terceiro trimestre de 2012 (3T12), a Embraer entregou 27 aeronaves para o mercado de aviação comercial e 13 aeronaves para o mercado de aviação executiva (11 jatos leves e dois jatos grandes);

- A Receita líquida no 3T12 totalizou R$ 2.849,5 milhões e a Margem bruta alcançou 25,3%;

-  As margens EBIT1 e EBITDA² no 3T12 foram de 7,2% e 11,8% respectivamente. Se não fosse pelos impactos financeiros não recorrentes relacionados à reestruturação da Chautauqua Airlines Inc., as Margens EBIT e EBITDA alcançariam 10,2% e 14,9% respectivamente;

- O Lucro líquido atribuído aos Acionistas da Embraer foi de R$ 132,5 milhões no 3T12 e o Lucro por ação totalizou R$ 0,1826;

- Inauguração de dois novos Centros de Excelência em Évora, Portugal;

- A Embraer é listada pelo terceiro ano consecutivo no índice de sustentabilidade Dow Jones (Dow Jones Sustainability Index).

Nota Selecionamos só os dados relevantes ao segmento de defesa e segurança:

DEFESA E SEGURANÇA

O mercado de Defesa e Segurança apresenta uma perspectiva favorável de crescimento, com campanhas de venda em curso para diversas aplicações, como aeronaves de treinamento e ataque leve, sistemas de inteligência, vigilância e reconhecimento, modernização de aeronaves, transporte de autoridades, sistemas de comando e controle, e serviços. Além disso, a Embraer tem se posicionado para participar ativamente em projetos focados no sensoriamento e vigilância de fronteiras, bem como de segurança para os próximos eventos desportivos de importância no cenário nacional brasileiro.

Com relação aos projetos de vigilância e reconhecimento em fronteiras, o consórcio Tepro, formado por Savis Tecnologia e Sistemas S/A e OrbiSat Indústria e Aerolevantamento S/A, empresas controladas pela Embraer, foi o único escolhido pelo Exército Brasileiro para a próxima fase do processo de seleção do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON). O Consórcio está em negociações com a Comissão Especial do Exército, visando a assinatura do contrato até o final do ano.

O programa de modernização de 12 caças AF-1 (A-4 Skyhawk) da Marinha do Brasil continua sua execução conforme previsto, e no 3T12 houve a disponibilização dos materiais para início da modernização do primeiro avião protótipo.

No processo de modernização do AMX, batizado de A-1M pela Força Aérea Brasileira (FAB), onze aeronaves já se encontram em nossas instalações para os trabalhos de revitalização e modernização, sendo duas aeronaves protótipos utilizadas para os ensaios em voos e nove aeronaves em diferentes fases dentro do processo de modernização e revitalização.

Neste trimestre houve a entrega da primeira aeronave EMB 145 AEW&C (Airborne Early Warning and Control ou Alerta Aéreo Antecipado e Controle) ao governo da Índia. Esta entrega representa um marco na execução do programa, que continua avançando conforme contratado. Quando em operação, esta aeronave irá se somar aos cinco jatos Legacy 600 da Embraer atualmente operados pela Força Aérea Indiana (IAF) e pela Força de Segurança de Fronteiras (BSF) da Índia.

Com relação às aeronaves de ataque leve, a Embraer entregou as quatro primeiras aeronaves A-29 para a Força Aérea da Indonésia, do primeiro lote de oito aeronaves encomendadas em 2010. A Indonésia torna-se  assim o primeiro operador do Super Tucano na Ásia. Além disso, a Força Aérea da Indonésia assinou um contrato comercial para um segundo lote de oito aviões A-29, num pedido que inclui ainda um simulador de voo que será utilizado para instrução e treinamento dos pilotos indonésios. As entregas do segundo lote estão previstas para 2014.

Ainda em relação ao A-29, a Embraer expôs pela primeira vez a aeronave na AirVenture, tradicional feira de aviação realizada em Oshkosh (EUA). Outra participação, desta vez na convenção da Air Force Association, em Washington, permitiu à Embraer demonstrar as qualidades e as vantagens do A-29 Super Tucano, aeronave de baixo custo e experiência comprovada em combate. Estas oportunidades trazem visibilidade ao A-29 em um momento em que a Força Aérea Americana avalia a concorrência referente ao contrato para o programa de apoio aéreo leve (LAS), no qual o Super Tucano é um dos concorrentes. A decisão do LAS é esperada para o início de 2013.

Em agosto foi concluída com sucesso a Revisão Preliminar do Projeto (ou PDR, sigla em inglês) do jato de transporte militar KC-390. O evento é um marco relevante no programa, e contou com a participação da Embraer e da Força Aérea Brasileira (FAB). Foram apresentadas ao Comando da Aeronáutica as características técnicas das soluções de projeto adotadas para a estrutura e os diversos sistemas da aeronave, incluindo as definições dos principais componentes e suas interfaces, demonstrando que o projeto alcançou a maturidade esperada para a fase atual.

Ainda em relação ao KC-390, mais duas empresas brasileiras foram selecionadas como fornecedoras do programa: a Aerotron, sediada em Itajubá (MG), fornecerá a proteção balística, e a LH Colus, de São José dos Campos (SP), ficará responsável pelos assentos de tropas e pelas macas.

A Embraer realizou, em conjunto com a OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal S.A., o Encontro de Operadores da Embraer Defesa 2012, entre os dias 26 e 28 de setembro, em Lisboa, Portugal. O evento reuniu clientes militares e governos operadores das frotas ERJ 145 e Legacy, da Embraer, e de outras aeronaves militares mantidas pela OGMA.

Ainda em relação à área de Serviços e Suporte ao Cliente, a Embraer Defesa e Segurança e a FAB assinaram um contrato para fornecimento de suporte logístico e serviços para a frota de 24 aeronaves da família ERJ-145 operadas pela FAB. O contrato, que pode chegar a US$ 130 milhões incluindo US$ 32 milhões em serviços adicionais, abrange um amplo conjunto de serviços, e visa aumentar a disponibilidade das aeronaves para o cumprimento das missões.



Outras coberturas especiais


Doutrina Militar

Doutrina Militar

Última atualização 21 NOV, 16:30

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa