COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Tecnologia

21 de Agosto, 2012 - 15:00 ( Brasília )

BID - IACIT desenvolve primeiro radar oceânico do País

A IACIT esteve presente na primeira Mostra BID-Brasil, realizada em Brasília (DF)

 O aquecimento global e as consequentes mudanças climáticas vêm impondo novos desafios para a humanidade, como o mapeamento da velocidade e direção das correntes marítimas, detecção de perigos ambientais como tempestades, tsunamis, erosões e avaliação da degradação ambiental em habitats
oceânicos.

Essas são apenas algumas das funcionalidades disponíveis para cientistas, pesquisadores, defesa civil e outros,  com a chegada do Radar Oceânico, desenvolvido com a mais alta tecnologia por uma empresa 100% nacional. 

O novo projeto do Departamento de Engenharia, de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da IACIT, empresa brasileira com sede em São José dos Campos (SP), consumiu investimentos de R$ 4,5 milhões (50% com recursos da FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos) e pode ser aplicado tanto para projetos civis, projetos científicos quanto para projetos de segurança nacional, como de proteção e vigilância costeira.
         
O Radar Oceânico IACIT é um sistema desenvolvido para obtenção das medidas de Correntes Superficiais Oceânicas através de uma plataforma Radar em HF (High Frequency), contemplando a mais alta tecnologia em FPGA para processamentos de sinais, disponibilizando maior agilidade, precisão e exatidão nas medidas, de acordo com cada aplicação a ser utilizada.

A Plataforma Radar utiliza conceitos de modularidade, permitindo a adequação de suas capacidades funcionais e operacionais, tendo sido idealizada para atender as diversas demandas, por exemplo, sensoriamento marítimo (meteorologia radar), vigilância marítima, monitoramento do trafego como futuros produtos, derivados da evolução da atual plataforma.

 ”O Radar Oceânico IACIT é o primeiro módulo desenvolvido desta Plataforma Radar e proverá dados com protocolo aberto para aplicação oceânica e gerando informações direcionadas às principais aplicações da comunidade científica”, explica o presidente da IACIT, Luiz Teixeira.

O projeto é composto por subsistemas responsáveis pela Transmissão e Recepção em HF, processamento de sinais e armazenamento de dados.

Devido à alta tecnologia empregada, o Radar Oceânico IACIT necessita de pequenas áreas para a instalação do sistema.
        
Este projeto amplia a atuação da IACIT, que teve no setor de Defesa Nacional o seu foco principal desde a inauguração há 26 anos. A tecnologia desenvolvida permitirá a evolução da plataforma para outras soluções, como para rádio de comunicação em HF, Radar Além-do-Horizonte e Radar de Vigilância voltado para o setor de Defesa.
        
“O Radar atende à demanda presente e futura do Brasil, tendo também potencial para exportação. Com isso, tal projeto passa a representar a nova estratégia de desenvolvimento da empresa e permitirá o desenvolvimento de novas linhas de radares a partir dessa base tecnológica”, ressalta o executivo.
 
Sobre a IACIT

 A IACIT completou 26 anos em 2012, atuando basicamente em projetos ligados ao setor de Defesa. O primeiro grande projeto da empresa foi a instalação do sistema de comunicação em VHF para controle do tráfego aéreo do CINDACTA II, realizado entre os anos de 1986 e 1990. Com essa experiência, a empresa fortaleceu-se no fornecimento de serviços especializados de implantação e manutenção da navegação aérea, em telecomunicações e em obras civis para instalação desses sistemas.

 Na década de 2000,  a empresa experimentou um crescimento bastante acentuado e em uma ação mais ousada, no final de 2007, decidiu criar sua Engenharia de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação e montar a unidade fabril no ano seguinte.
 
A partir de 2008 foi acrescentada ao seu rol de produtos a meteorologia radar, tendo dois radares meteorológicos fabricados nesses três anos.

Atualmente, a IACIT é a única empresa brasileira fabricante de auxílios de rádio à navegação aérea e fabrica também rádios de comunicação e radares meteorológicos.



Outras coberturas especiais


Especial MOUT

Especial MOUT

Última atualização 21 SET, 21:20

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa