COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Aviação

28 de Junho, 2018 - 09:00 ( Brasília )

Especialista na área de navegação aérea, IACIT apresenta soluções 100% nacionais durante a Ridex/ Mostra BID Brasil

DME, GBAS e softwares de previsões meteorológicas são alguns produtos que poderão ser vistos durante o evento no Rio de Janeiro (RJ)

A segurança do tráfego aéreo sempre foi motivo de debates, pesquisas e adoção de novas tecnologias. Nessa área, a IACIT é uma das poucas empresas brasileiras a integrar os principais grupos de discussão mundiais sobre o assunto. A empresa também é responsável pelo desenvolvimento de tecnologias e produtos exclusivos no Brasil, oferecendo melhores subsídios para os operadores do sistema obterem informações precisas.

Durante a Ridex/ Mostra BID Brasil, que acontece de 27 a 29 de junho, no Píer Mauá, Rio de Janeiro (RJ), a IACIT irá destacar algumas soluções na área de navegação aérea e meteorologia, que contribuem para maior segurança do setor.

Dentre as exclusividades da empresa está o DME 0200, certificado pelo Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA) e que se encontra em operação em 3 localidades no Brasil. A empresa está produzindo outros 33 equipamentos para a FAB (Força Aérea Brasileira), que serão instalados na faixa leste do país, garantindo uma cobertura de parte do território nacional para navegação DME/DME.

O DME (Distance Measuring Equipment) é um equipamento de navegação aérea que permite determinar a distância de uma aeronave em relação a um ponto rigorosamente localizado no terreno.

GBAS
Integrante do IGWG (International GBAS Working Group) que debate a adoção do GBAS (Ground Based Augmentation System ou Sistema de Aumentação Baseado em Solo) como sistema de navegação aérea, a IACIT vem desenvolvendo tal tecnologia.

O GBAS da IACIT é uma importante ferramenta de navegação, que garante maior segurança na aproximação de aeronaves que utilizam informações GNSS (Global Navigation Satellite Systems). O subsistema de solo do GBAS é composto por Estações de Referência de Distância (RRS), Estação VHF Difusora de Dados (VDB), Estação de Monitoração de Integridade (IMS) e Estação-Base de Processamento (PBS). A integração de todo o sistema garante uma aproximação de precisão das aeronaves.

“O GBAS é uma solução que demanda estudos de sua aplicabilidade, principalmente na faixa da linha do equador magnético, onde a perturbação na ionosfera pode causar interferência no sistema. Por isso, nossa empresa vem participando ativamente dos debates para que as novas tecnologias e descobertas sejam compartilhadas com os demais players e entidades mundiais”, destaca o presidente da IACIT, Luiz Teixeira.
 
Previsões meteorológicas
Ainda na área de apoio à navegação e controle do tráfego aéreo, a IACIT desenvolveu dois softwares para operarem junto à Rede de Meteorologia do Comando da Aeronáutica, dando apoio aos operadores de tráfego aéreo com previsões meteorológicas, garantindo maior segurança ao tráfego aéreo.

Uma das soluções, o NeuralCAST, utiliza redes neurais artificiais (RNA) treinadas para gerar informações de tendências meteorológicas de teto, visibilidade, ocorrência de rajadas, velocidade e direção do vento, para um horizonte de até 3 horas, utilizando as informações das estações do próprio aeródromo.

Já o RouteCAST identifica o volume ou área do espaço aéreo sob efeito de formações meteorológicas que possam apresentar risco às aeronaves em rota, permitindo monitorar eventos severos e prever o seu deslocamento para uma projeção de até 30 minutos. O sistema utiliza como fonte de dados radares meteorológicos e sensores de descargas elétricas atmosféricas.

Ambas soluções aplicam conceitos de Navegação Baseada em Performance (PBN) e estão em operação no Brasil.
 


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Guarani

Guarani

Última atualização 13 AGO, 21:00

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa