COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Defesa

12 de Junho, 2018 - 09:10 ( Brasília )

EMBRAPII debate uso da ciência como ferramenta diplomática durante Seminário em Brasília

Encontro será nesta terça-feira, destacando parcerias internacionais para desenvolver a indústria nacional

A EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) participa nesta terça-feira, 12 de junho, a partir das 9h30, do III Seminário sobre Diplomacia e Inovação Científica e Tecnológica, em Brasília. O evento é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação em parceria com o Itamaraty.

O objetivo do encontro é debater a ciência como instrumento político para resolução de conflitos regionais e internacionais, possibilitando o seu uso para induzir governos a abandonarem o uso da força e dos confrontos bélicos.

No encontro, o diretor-presidente da EMBRAPII, Jorge Guimarães, abordará as parcerias internacionais que a EMBRAPII firmou com instituições da Alemanha e Inglaterra, além de trazer o histórico do Brasil no uso da ciência na diplomacia e sua importância para o desenvolvimento econômico social das nações.

O Seminário também irá abordar o ganho diplomático que o Programa Ciência Sem Fronteiras trouxe à academia brasileira, seja na formação dos jovens estudantes, na ampliação do respeito aos profissionais do País e na abertura de instituições estrangeiras às universidades brasileiras.

Participarão do evento os ministros Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação) e Aloysio Nunes Ferreira (Itamaraty), e dos embaixadores do México, Salvador Arriola, e do Japão, Akira Yamada.

A EMBRAPII

A EMBRAPII mantém parceria com os Institutos Fraunhofer, na Alemanha, e com a Innovate UK, no Reino Unido. A empresa, criada em 2013 com o objetivo de estimular a inovação na indústria brasileira, promove a interação entre instituições de pesquisa tecnológica e empresas do setor industrial.

O seu modelo de atuação prevê o financiamento de até 1/3 do custo total de cada projeto aprovado, com recursos não reembolsáveis (ou seja, a indústria não precisa devolver o montante aportado) e o restante é dividido entre a indústria e as unidades EMBRAPII.

Ao compartilhar riscos de projetos com as empresas, espera-se estimular o setor industrial a inovar mais e com maior intensidade tecnológica. Atualmente, 42 instituições tecnológicas são credenciadas pela entidade.
 
Serviço
III Seminário sobre Diplomacia e Inovação Científica e Tecnológica
Local:Auditório prof. Lourenço Chehab do MCTIC, bloco R, Esplanada dos Ministérios.
Data:12 de junho às 9h30



Outras coberturas especiais


Venezuela

Venezuela

Última atualização 10 DEZ, 16:20

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa