COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Tecnologia

11 de Abril, 2018 - 08:05 ( Brasília )

IACIT participa do Grepecas na República Dominicana

Empresa brasileira conta com algumas soluções exclusivas em sistemas de auxílio à navegação aérea e controle de tráfego aéreo desenvolvidas no país

A IACIT integra o seleto grupo de empresas que atuam nos debates e na implementação de soluções para o tráfego aéreo. Essa expertise garantiu a ela a participação no Grepecas (Grupo Regional de Planejamento e Implementação para as Regiões do Caribe e América do Sul). O Grupo irá se reunir nesta semana, entre os dias 09 e 14 de abril, na República Dominicana, para debater as tecnologias e os rumos da segurança de tráfego aéreo na região.

Além de participar dos debates, contribuindo para a definição das tecnologias a serem adotadas na área de tráfego aéreo, a IACIT, empresa brasileira com atuação consolidada no desenvolvimento de produtos e serviços de alta tecnologia, irá apresentar as soluções desenvolvidas em seu departamento de Pesquisa & Desenvolvimento para o setor. Entre os produtos destaque para o DME 0200, o primeiro Radar OTH (Over The Horizon) da América do Sul e o GBAS.

A grande novidade deste ano será o Radar OTH, desenvolvido com apoio da Marinha do Brasil. Hoje, o Radar OTH já está totalmente pronto e operacional para iniciar o monitoramento e vigilância das fronteiras marítimas do Brasil.

Estrategicamente instalado na costa sul do Brasil, o Radar OTH é capaz de monitorar embarcações localizadas em até 200 milhas náuticas da costa, enxergando as riquezas dos mares brasileiros dentro do limite de jurisdição do país. O Radar OTH é essencial para detectar as embarcações que não transmitem sinal de AIS, conhecidas como embarcações “não cooperativas”.

Navegação Aérea

A IACIT apresentará o DME 0200 (Distance Measuring Equipment), um sistema de auxílio à navegação aérea de tecnologia completamente brasileira, já em operação em três aeroportos brasileiros, e com fornecimento contratado pela Força Aérea Brasileira (FAB) de mais 33 sistemas para aprimorar a cobertura do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB).

O DME 0200 se utiliza do princípio da triangulação para determinar a posição de uma aeronave, com um nível de acuracidade adequado para que se ofereça navegação PBN numa área terminal (TMA).

Já o GBAS (Ground Based Augmentation System) da IACIT, ou Sistema de Aumentação Baseado em Solo, é uma importante ferramenta de navegação, que garante maior segurança na aproximação de aeronaves, com o uso de informações do GNSS (Global Navigation Satellite Systems). O subsistema de solo do GBAS é composto por Estações de Referência de Distância (RRS), Estação VHF Difusora de Dados (VDB), Estação de Monitoração de Integridade (IMS) e Estação-Base de Processamento (PBS). A integração de todo o sistema garante uma aproximação precisa das aeronaves. O GBAS da IACIT adota a tecnologia mais avançada e contribuirá para a segurança do espaço aéreo brasileiro.
 
Sistemas de software

A IACIT também conta com dois sistemas de software e hardware – NeuralCAST e RouteCAST, respectivamente, para sensoriamento e previsão meteorológica, voltados para garantir mais segurança no espaço aéreo.
Ambos sistemas têm como foco o controlador de tráfego aéreo, empresas aéreas e pilotos, que poderão utilizar as informações geradas pelo sistema para o planejamento da viagem, de forma que sejam mais rápidas, com rotas mais precisas e confortáveis e com menor gasto de combustível. Isso porque o sistema permite a identificação de fenômenos meteorológicos que possam colocar em risco o voo, permitindo uma atuação preventiva.

O NeuralCAST utiliza redes neurais artificiais para gerar informações de tendências meteorológicas de teto, visibilidade, ocorrências de rajadas, velocidade e direção do vento, para um horizonte de até 3 horas. Já o RouteCAST é um sistema que identifica a área do espaço aéreo que está sob efeito de formações meteorológicas adversas, como as temidas nuvens Cumuloninbus (CB), com uma antecedência de até 30 minutos.

Certificada pelo Ministério da Defesa como Empresa Estratégica de Defesa (EED), a IACIT vem atuando há mais de 30 anos em projetos ligados ao setor. Com a criação do Departamento de Engenharia de Pesquisa e Desenvolvimento e a implantação de uma unidade fabril há cerca de 10 anos, a empresa ampliou o portfólio de produtos e serviços.

Atualmente, a IACIT é a única empresa brasileira fabricante de auxílios à navegação aérea, e fabrica também radares meteorológicos, radares Oceânicos, radares para Vigilância Marítima – OTH, sistemas de telemetria e telecomandos e equipamentos e soluções de contramedida eletrônica aplicadas à segurança pública e defesa.

Possui uma estrutura de engenharia certificada para o desenvolvimento de soluções tecnológicas complexas tanto para hardware como para software estabelecida em São José dos Campos, tendo lançado recentemente produtos meteorológicos de software baseados em redes neurais artificiais (RNA) para aplicação a gestão do tráfego aéreo, proporcionando grandes benefícios para navegação em rota e pouso de aeronaves.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Eleições

Eleições

Última atualização 24 SET, 23:00

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa