COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Defesa

23 de Abril, 2015 - 11:23 ( Brasília )

Conheça os Nomes e as Ações que afetam o futuro da Defesa

Porque apoiar a Indústria de Defesa é investir na Pátria Educadora

Vianney Júnior
Analista de Defesa
Editor Internacional de Aeroespaço


O lema adotado para o segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, inegavelmente relevante, parece derrapar ao não perceber a necessidade da quebra do "ciclo da matéria prima".
 
Por "Pátria Educadora" deveríamos almejar uma transformação da sociedade pela cultura do conhecimento. Este por essência, tem caráter dinâmico, e reúne em si, a causa-efeito do avanço tecnológico. O foco do "educar" não deveria se pautar pelo mínimo aceitável, mas sim, pelo máximo possível. E a possibilidade deste máximo, se constrói pela valor prático dos "produtos finais" desta mesma sociedade. Quando falo prático, refiro-me à agregação real de vantagens competitivas de mercado naquilo que se produz.
 
Esta conversa pode estar parecendo muito acadêmica, talvez uma condensação de um punhado de elocubrações, mas advirto que não é. E aqui vai:
 
Se o país realmente deseja investir nesta "Pátria Educadora", não o pode fazer cortando investimentos exatamente na outra ponta desta corrente. Aonde de mais caro repousa o resultado dos estudos. O emprego prático dos conhecimentos é não apenas fim, mas também razão do começo. Um elo quebrado e a cadeia da virtuose se dissipa.
 
Assim, deveríamos ter obrigação igualmente "patriótica" ao olhar para a indústria nacional. E qual dentre as áreas industriais tem por essência a busca do estado da arte? A de Defesa. Os desafios lançados a esta área tão especializada a fazem caminhar sempre no fio da navalha. A busca pela vantagem competitiva é levada ao extremo, e não a toa, a quase totalidade das comodidades do nosso dia a dia, do tecido inteligente de nossos trajes, aos gadgets nos quais provavelmente estaremos lendo este artigo, todos surgiram a partir de investimentos nesta indústria especializada.
 
Isto significa dizer, que um contingenciamento de valores de um projeto previamente quantificado quanto ao seu cronograma físico-financeiro, não só fragiliza e desequilibra o fluxo de caixa de empresas cujo principal, quando não único, cliente é o Estado, como pode até mesmo dizimar-lhe o valor de mercado, quando esta tem suas ações negociadas em bolsa de valores.
 
Vejam que esta é apenas a análise sob o ponto de vista contábil. O prejuízo, sob o ponto de vista tecnológico, é inarredavelmente devastador. Imagine, tal qual a situação do H-X BR, que você postergasse a compra de um novo smartphone que você precisa e/ou deseja, por dois anos... Será que nenhum outro fabricante lançará um produto novo que torne “ultrapassado” seu aparelho? No caso comparado, sem as mesmas vantagens competitivas de mercado. Ainda mais quando se agrega a tal aquisição, o respectivo pacote tecnológico, cujo fulcro é exatamente de modernização e qualificação da indústria nacional.
 
Se estendermos a “comparação do smartphone” ao desenvolvimento e produção do novo cargueiro militar da Embraer, o KC-390, a coisa é ainda mais grave. A aeronave surgiu tendo como ponto forte, a possibilidade de conquistar uma importante e estratégica fatia de mercado. Considerando que o espaço aberto é visado também por um dos gigantes do mercado mundial, tenho uma forte suspeita de que o mundo não vá parar para esperar que ponhamos o carro nos trilhos com o movimento e velocidade adequados a cumprir o cronograma planejado.
 
O Medo e a Esperança
 
"Significativo"; assim definiu a presidente Dilma Roussef o tamanho do contingenciamento a ser aplicado no Orçamento da União. Em sua prioridade de garantir o cumprimento da meta de superávit primário de 1,2% do PIB, o Governo Federal visa retirar da Pasta da Defesa valores tão avultados que de véspera tem tirado o sono de praticamente todos os CEOs (e investidores) das empresas brasileiras que tem projetos em curso com o Governo, e que sofrerão as mais diretas consequencias.
 
Para empresas que já têm valores substanciais em atraso, a receber de seu principal (muitas vezes único, como já dito) cliente, a perspectiva concreta que se avizinha, com o cancelamento ou postergações de projetos em quais já investiram enormes somas é verdadeiramente desalentador.
 
Na desenvoltura e influência do atual Ministro da Defesa, Jaques Wagner junto à presidente Dilma, repousam as últimas esperanças desses grupos empresariais, para não reeditarem um filme já visto: "O desmantelamento da indústria nacional de defesa", que bem poderia ser assistido no Cine Engesa.
 
Ao despedir-se da LAAD Defence & Security, maior exibição de equipamentos e serviços de defesa e segurança da América Latina, Jaques Wagner seguiu para Brasília onde se encontrou com o deputado Carlos Zarattini (PT/SP), que lhe apresentou na qualidade de presidente, a recém-formada Frente Parlamentar Mista da Defesa Nacional. Zarattini já havia se reunido com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, senador Armando Monteiro, para defender a importância da manutenção da Estratégia Nacional de Defesa, da política industrial e ações imediatas para impedir interrupções no desenvolvimento de programas estratégicos das Forças Armadas, mesmo diante das restrições orçamentárias.
 
A conclusão é que quantos mais se unirem em apoio aos "produtos finais" da nossa indústria de defesa, lhes propiciando as condições de manterem seu "valor prático", mais sentido darão, direta ou indiretamente, à promessa de "Pátria Educadora" feita na campanha eleitoral para este novo mandato presidencial. Isto, por meio de níveis de qualificação mais elevados, postos de trabalho de maior importância técnica, salários de valor superior, todas estas, consequências advindas de uma indústria forte, cujo principal foco é a transformação do ciclo do fornecimento de matéria prima, no ciclo da exportação de bens e serviços de alto valor agregado. E isto, a Indústria de Defesa tem como p´ropria razão de existir.
 
 
DIRETORIA DA FRENTE PARLAMENTAR MISTA DA DEFESA NACIONAL
Presidente: Deputado Carlos Zarattini (PT/SP)
Primeiro Vice-presidente: Senador Aloysio Nunes (PSDB / SP)
Segundo Vice-presidente: Senador Jorge Viana (PT/AC)
Terceiro Vice-presidente: Deputado Cláudio Cajado (DEM /BA)
Secretário-Geral: Deputado Raul Jungmann (PPS / PE) 
Secretário de Eventos: Deputado Fernando Marroni (PT/RS)
Secretário de Articulação com as Forças Armadas: Deputado Nelson Marquezelli (PTB / SP) 

 
COORDENADOR DEPUTADO CARLOS ZARATTINI
Deputado Signatário Partido UF
ADELMO CARNEIRO LEÃO PT MG
ADELSON BARRETO PTB SE
ADEMIR CAMILO PROS MG
AFONSO FLORENCE PT BA
AFONSO HAMM PP RS
ALAN RICK PRB AC
ALBERTO FRAGA DEM DF
ALEX CANZIANI PTB PR
ALFREDO KAEFER PSDB PR
ALICE PORTUGAL PCdoB BA
ALIEL MACHADO PCdoB PR
ANA PERUGINI PT SP
ANDERSON FERREIRA PR PE
ANDRÉ FIGUEIREDO PDT CE
ANDRE MOURA PSC SE
ANDRES SANCHEZ PT SP
ANGELIM PT AC
ANTONIO BALHMANN PROS CE
ANTONIO BULHÕES PRB SP
ARNALDO FARIA DE SÁ PTB SP
ARNON BEZERRA PTB CE
ASSIS CARVALHO PT PI
ASSIS DO COUTO PT PR
ÁTILA LINS PSD AM
AUGUSTO CARVALHO SD DF
AUGUSTO COUTINHO SD PE
AUREO SD RJ
BALEIA ROSSI PMDB SP
BEBETO PSB BA
BENITO GAMA PTB BA
BENJAMIN MARANHÃO SD PB
BETO FARO PT PA
BETO ROSADO PP RN
BETO SALAME PROS PA
BILAC PINTO PR MG
BRUNO COVAS PSDB SP
CABO DACIOLO PSOL RJ
CARLOS GOMES PRB RS
CARLOS HENRIQUE GAGUIM PMDB TO
CARLOS MANATO SD ES
CARLOS MELLES DEM MG
CARLOS ZARATTINI PT SP
CARMEN ZANOTTO PPS SC
CELSO JACOB PMDB RJ
CHICO D'ANGELO PT RJ
CHICO LOPES PCdoB CE
CLAUDIO CAJADO DEM BA
CLEBER VERDE PRB MA
COVATTI FILHO PP RS
DAGOBERTO PDT MS
DAMIÃO FELICIANO PDT PB
DANILO FORTE PMDB CE
DAVIDSON MAGALHÃES PCdoB BA
DELEGADO ÉDER MAURO PSD PA
DELEY PTB RJ
DOMINGOS SÁVIO PSDB MG
DR. JORGE SILVA PROS ES
EDINHO BEZ PMDB SC
EDIO LOPES PMDB RR
EDMAR ARRUDA PSC PR
EDMILSON RODRIGUES PSOL PA
EDUARDO BARBOSA PSDB MG
EDUARDO DA FONTE PP PE
ELI CORRÊA FILHO DEM SP
ELMAR NASCIMENTO DEM BA
ENIO VERRI PT PR
ERIKA KOKAY PT DF
ERIVELTON SANTANA PSC BA
EROS BIONDINI PTB MG
ESPERIDIÃO AMIN PP SC
EVAIR DE MELO PV ES
EVANDRO ROGERIO ROMAN PSD PR
EXPEDITO NETTO SD RO
EZEQUIEL FONSECA PP MT
EZEQUIEL TEIXEIRA SD RJ
FABIANO HORTA PT RJ
FÁBIO FARIA PSD RN
FABIO GARCIA PSB MT
FABIO REIS PMDB SE
FELIPE BORNIER PSD RJ
FELIPE MAIA DEM RN
FÉLIX MENDONÇA JÚNIOR PDT BA
FERNANDO MARRONI PT RS
FRANCISCO CHAPADINHA PSD PA
FRANCISCO FLORIANO PR RJ
GENECIAS NORONHA SD CE
GERALDO RESENDE PMDB MS
GILBERTO NASCIMENTO PSC SP
GIVALDO CARIMBÃO PROS AL
GIVALDO VIEIRA PT ES
GUILHERME MUSSI PP SP
HEITOR SCHUCH PSB RS
HUGO LEAL PROS RJ
IRACEMA PORTELLA PP PI
IRAJÁ ABREU PSD TO
IZALCI PSDB DF
JAIME MARTINS PSD MG
JANDIRA FEGHALI PCdoB RJ
JARBAS VASCONCELOS PMDB PE
JERÔNIMO GOERGEN PP RS
JÔ MORAES PCdoB MG
JOÃO DERLY PCdoB RS
JOAQUIM PASSARINHO PSD PA
JONY MARCOS PRB SE
JORGE TADEU MUDALEN DEM SP
JOSÉ AIRTON CIRILO PT CE
JOSÉ CARLOS ARAÚJO PSD BA
JOSÉ GUIMARÃES PT CE
JOSÉ MENTOR PT SP
JOSÉ PRIANTE PMDB PA
JOSE STÉDILE PSB RS
JOSUÉ BENGTSON PTB PA
JÚLIO CESAR PSD PI
LÁZARO BOTELHO PP TO
LELO COIMBRA PMDB ES
LEONARDO PICCIANI PMDB RJ
LEOPOLDO MEYER PSB PR
LINCOLN PORTELA PR MG
LUCAS VERGILIO SD GO
LUCIANA SANTOS PCdoB PE
LÚCIO VALE PR PA
LUIZ CARLOS BUSATO PTB RS
LUIZ CARLOS HAULY PSDB PR
LUIZ COUTO PT PB
LUIZ FERNANDO FARIA PP MG
MAGDA MOFATTO PR GO
MAJOR OLIMPIO PDT SP
MARCELO AGUIAR DEM SP
MARCELO BELINATI PP PR
MARCELO SQUASSONI PRB SP
MÁRCIO MARINHO PRB BA
MARCON PT RS
MARCOS MONTES PSD MG
MARGARIDA SALOMÃO PT MG
MARIA DO ROSÁRIO PT RS
MARIANA CARVALHO PSDB RO
MARQUINHO MENDES PMDB RJ
MARX BELTRÃO PMDB AL
MAURO MARIANI PMDB SC
MILTON MONTI PR SP
MISSIONÁRIO JOSÉ OLIMPIO PP SP
MOEMA GRAMACHO PT BA
NELSON MARQUEZELLI PTB SP
NEWTON CARDOSO JR PMDB MG
NILSON PINTO PSDB PA
NILTO TATTO PT SP
NILTON CAPIXABA PTB RO
ODELMO LEÃO PP MG
ORLANDO SILVA PCdoB SP
OSMAR TERRA PMDB RS
OTAVIO LEITE PSDB RJ
PADRE JOÃO PT MG
PASTOR EURICO PSB PE
PAULO ABI-ACKEL PSDB MG
PAULO FEIJÓ PR RJ
PAULO FOLETTO PSB ES
PAULO PEREIRA DA SILVA SD SP
PAULO PIMENTA PT RS
PAULO TEIXEIRA PT SP
PEDRO CHAVES PMDB GO
PEDRO FERNANDES PTB MA
POMPEO DE MATTOS PDT RS
PROFESSOR VICTÓRIO GALLI PSC MT
PROFESSORA DORINHA SEABRA REZENDE DEM TO
PROFESSORA MARCIVANIA PT AP
RAIMUNDO GOMES DE MATOS PSDB CE
RAUL JUNGMANN PPS PE
REGINALDO LOPES PT MG
RENZO BRAZ PP MG
RICARDO BARROS PP PR
RICARDO IZAR PSD SP
RICARDO TRIPOLI PSDB SP
ROBERTO ALVES PRB SP
ROBERTO BALESTRA PP GO
ROBERTO BRITTO PP BA
ROBERTO SALES PRB RJ
ROGÉRIO PENINHA MENDONÇA PMDB SC
RONALDO FONSECA PROS DF
RONALDO MARTINS PRB CE
RONALDO NOGUEIRA PTB RS
RONEY NEMER PMDB DF
RUBENS OTONI PT GO
RUBENS PEREIRA JÚNIOR PCdoB MA
SÁGUAS MORAES PT MT
SANDES JÚNIOR PP GO
SARAIVA FELIPE PMDB MG
SÉRGIO MORAES PTB RS
SIBÁ MACHADO PT AC
SILAS BRASILEIRO PMDB MG
SILVIO TORRES PSDB SP
STEFANO AGUIAR PSB MG
VALADARES FILHO PSB SE
VALMIR ASSUNÇÃO PT BA
VANDERLEI MACRIS PSDB SP
VENEZIANO VITAL DO RÊGO PMDB PB
VICENTE CANDIDO PT SP
VICENTINHO PT SP
VITOR VALIM PMDB CE
WALDENOR PEREIRA PT BA
WALDIR MARANHÃO PP MA
WALNEY ROCHA PTB RJ
WALTER IHOSHI PSD SP
WILLIAM WOO PV SP
WILSON FILHO PTB PB
WLADIMIR COSTA SD PA
WOLNEY QUEIROZ PDT PE
ZÉ GERALDO PT PA
ZECA DIRCEU PT PR
 
 
Senadores:
Aloysio Nunes Ferreira
Fernando Bezerra Coelho
Jorge Viana
Ricardo Ferraço
Vanessa Grazziotin
Total: 5


Outras coberturas especiais


UNODC

UNODC

Última atualização 19 SET, 12:30

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa