COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Defesa

27 de Fevereiro, 2015 - 10:40 ( Brasília )

Santa Maria - Polo de Defesa: um ano de atuação e muitos desafios pela frente


Marielle Flôres
Assessora de Comunicação/ADESM


Na primeira reunião do ano, integrantes projetam ações conjuntas para fortalecer o Setor de Defesa e Segurança do Rio Grande do Sul
 
Às vésperas de completar seu primeiro ano de instalação, o Polo de Defesa de Santa Maria reuniu seus componentes na tarde desta quinta-feira, 26, para marcar o início oficial das atividades de 2015.
 
O Diretor Presidente da Agência de Desenvolvimento de Santa Maria, Vilson Serro, recebeu os presentes agradecendo a presença de todos e destacou os objetivos prioritários a serem trabalhados neste ano:
 
- Seguiremos agindo junto às lideranças civis e militares para atuarem em parceria nos setores de defesa e segurança, além de potencializar os esforços para ampliar o número de empresas do setor em Santa Maria – explicou o presidente da ADESM.
 
Convênio prevê ações para promoção do Setor de Defesa e Segurança do Rio Grande do Sul
 

Conforme previsto na pauta da reunião, o analista da equipe executiva do Comitê de Indústria de Defesa e Segurança da Federação das Indústrias do Rio grande do Sul (COMDEFESA FIERGS), Alexandro Oto Hanefeld, apresentou um resumo das atividades realizadas pelo comitê em 2014 e as ações previstas para 2015.
 
Dentre os pontos destacados, Alexandro reforçou a importância do convênio firmado em outubro de 2014 entre Agência de Desenvolvimento de Santa Maria, Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção de Investimento – AGDI, o Comitê da Indústria de Defesa da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul – COMDEFESA/FIERGS e Santa Maria Tecnoparque que viabilizará a execução de uma série de ações para promover a indústria da defesa gaúcha.
 
Em seguida, o Superintendente Executivo da ADESM, Diogo De Gregori, convidou os presentes a revisarem a missão e a visão propostas na primeira reunião do Polo de Defesa em 2014 para alinhar com as ações deste ano:
 
Missão: Realizar ações conjuntas para consolidar Santa Maria como um Polo de Defesa
 
Visão: Que Santa Maria seja reconhecida como um Polo de Defesa, internacionalmente, até 2030

 
Objetivos Estratégicos: Articular lideranças civis e militares para atuarem em parceria nos setores de defesa e segurança; Disseminar, junto à sociedade, a importância do setor de defesa como vetor de competitividade regional; Ampliar o número de empresas de Santa Maria no setor de defesa e segurança; Ampliar o número de Projetos das IES/ICTs de Santa Maria no setor de defesa e segurança; Estimular Políticas Públicas voltadas ao setor de defesa e segurança; Consolidar o Santa Maria Tecnoparque como provedor de soluções de defesa e segurança.
 
Além disso, Diogo apresentou algumas das ações previstas no convênio, destacando atividades que visam a consolidação do Polo de Defesa de Santa Maria:
 
- Vamos participar com um stand da LAAD, maior feira do setor de defesa e segurança da América Latina, que acontece de 14 a 17 de abril no Rio de Janeiro. Junto a isso, iremos realizar ciclos de palestras e seminários em áreas como Defesa Cibernética, Aeronaves Remotamente Pilotadas, Microsatélites e Veículos Blindados, além do II Seminário Internacional de Defesa, previsto para o final de setembro.
 
O novo comandante da 3ª Divisão de Exército, Gen Div José Carlos Cardoso, que participou pela primeira vez de uma reunião do Polo de Defesa, colocou-se à disposição para ser um facilitador e promotor do diálogo entre as instituições:
 
- É com grande alegria que hoje me integro ao grupo que busca fortalecer o setor de defesa em Santa Maria e no Rio Grande do Sul. Contem comigo para ser um facilitador da comunicação e promover interfaces entre universidades, poder público e empresários junto às forças armadas.
 
Para o comandante, é preciso estreitar os laços e promover um diálogo mais estreito entre as diversas instituições:
 
- Precisamos criar melhores condições para que o trabalho se desenvolva de forma efetiva, tirar as palavras do papel e concretizar estas ações de fortalecimento do setor de defesa – completou o General.
 
A próxima reunião do Polo de Defesa acontece na quinta-feira, dia 26 de março, quando os componentes irão atualizar as atividades previstas no Plano de Ação de 2015.
 
Participaram da reunião:

Gen Div José Carlos Cardoso (3ª DE)  ;  
Gen Eduardo Segundo Liberali Wizniewsky (Escritório de Ligação Projeto Leopard);
Cel André Portela Batista (Centro de Adestramento e Avaliação Sul);
Cel Giovany Carrião de Freitas (Centro de Adestramento e Avaliação Sul);
Ten Cel Alex Alexandre de Mesquita (CIBld);
Ten Cel André Luís Barbosa Topini (BASM);
Ten Cel Charles Sinval Siqueira (Depósito de Subsistência de Santa Maria);
Cap Fragata Dalmir Madalena Jr (Estação Naval de Rio Grande);
Cap Fragata Márcio Abel da Silva Longo (Centro de Intendência da Marinha em Rio Grande);
Afonso P. Volkweis (Erres Ind. Aeronáutica);

Aldiocir D. Vecchia (AVMB);
Alessander Pavanello (APL Metal Centro);
Alexandro Oto Hanefeld (COMDEFESA/FIERGS);
André Bloss (SEBRAE);
Christian Böge (KMW);
Cristiano Silveira (Santa Maria Tecnoparque e I3 Tecnologia);
Diogo De Gregori (ADESM);
Dinara Xavier da Paixão (Engenharia Acústica da UFSM);
Erlei Roldan Melgarejo (DEFII Ateliê de Software);
Jorge Brum (JBT Telecom);
Julio Kirchhof (SIMMMAE);
Luiz Alberto Flores (CACISM e Santa Maria Tecnoparque);
Lia Fernanda Rosa (APL CentroSoftware);
Lissandro Dalla Nora (Centro Universitário Franciscano);
Nilza Zampieri (Santa Maria Tecnoparque);
Paulo Burmann (UFSM);
Rodrigo Décimo (CACISM);
Rubens A. A. Fogaça (Medianeira Mecânica Implementos);
Vilson Serro (ADESM).



Outras coberturas especiais


Fuzileiros Navais

Fuzileiros Navais

Última atualização 23 NOV, 10:20

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa