COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa

13 de Fevereiro, 2015 - 14:08 ( Brasília )

MECTRON usa placas da Produza

Empresa catarinense integra programa para construção de computador modular para aeronaves com tecnologia inédita no país


Projeto estratégico para indústria aeronáutica nacional
conta com montagem da Produza


Um computador modular aeronáutico, usado para o gerenciamento de voos, será montado com tecnologia inédita no país pela MECTRON, subsidiária da ODEBRECHT Defesa e Tecnologia (ODT), e contará com a parceria da PRODUZA, referência em montagem de placas para projetos de inovação. O projeto, que conta com recursos da FINEP, tem conclusão prevista para março deste ano.
 
A PRODUZA participa de duas vertentes distintas e será responsável pela montagem de placas com alta complexidade para dois projetos, chamados IMA e IMA VANT. Como não existe no Brasil outra empresa que produza esse tipo de equipamento baseado na arquitetura VPX, a MECTRON teve dificuldades em encontrar um parceiro para a montagem das placas.

 “Por se tratar de um desenvolvimento que utiliza normas recém lançadas e circuitos complexos, rápidos e densos - muitos deles com componentes raros no Brasil - precisávamos de parceiros que aceitassem esse desafio, que inclui um cronograma apertado e alta expertise”, relata Eduardo Melara, gerente do projeto.
 
O projeto, afirma Melara, vai ajudar a nacionalizar um conhecimento estratégico para indústria aeroespacial e de defesa nacional desenvolvendo um produto com performance altamente competitiva, quando comparado com os itens encontrados no mercado externo. Para Luiz Antonio Pistoni, diretor presidente da PRODUZA, a parceria vem para firmar a estratégia da empresa na aproximação com empresas que atuam no desenvolvimento de hardwares complexos.

“Aceitamos o desafio proposto por acreditar que o desenvolvimento de tecnologias brasileiras é um grande passo para a consolidação das empresas tanto nacionalmente quanto no exterior”, comenta Pistoni.
 
O computador modular possui um chassi aviônico que roteia sinais externos e internos, permitindo comunicação entre as aeronaves e a base. Depois de pronto, o equipamento pode ser utilizado na aviação para processamento de imagem, de navegação,  para produzir informações de alerta para a tripulação e até controlar as funções de operação do piloto automático, dependendo da aplicação embarcada no computador.

As placas para o primeiro projeto, chamado IMA, já foram montadas. A segunda etapa será concluída em março, quando serão concluídos os testes funcionais e ambientais do equipamento com IMA e IMA VANT integrados.
 
Sobre a PRODUZA
 
A empresa investe na produção de placas mais complexas, com componentes sensíveis, para volumes pequenos e médios. Com 55 funcionários e uma média de 1,7 milhão de componentes produzidos ao mês, também investe na aproximação com outras instituições de pesquisa e empresas que atuam no desenvolvimento de hardwares e placas de circuito, o Instituto Eldorado, Fitec e Macnica DHW.



Outras coberturas especiais


Nuclear

Nuclear

Última atualização 20 SET, 16:30

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa