COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Defesa

13 de Março, 2013 - 09:20 ( Brasília )

EMBRAER – Performance do Segmento DEFESA E SEGURANÇA em 2012

Dados do Balanço da EMBRAER mostram significativo crescimetio do Segmento Defesa e Segurança em 2012


Extraído da apresentação de resultados divulgada em 12 Março 2013
 
A Embraer Defesa e Segurança apresentou um sólido crescimento em 2012, realizando ao longo do ano R$ 2.080,8 milhões de Receita Líquida, 44% acima do ano anterior. O mercado no qual ela está inserida também apresenta uma perspectiva favorável de crescimento, ilustradas nas campanhas de venda em curso para diversas aplicações, como aeronaves de treinamento e ataque leve, sistemas de inteligência, vigilância e reconhecimento, modernização de aeronaves, transporte de autoridades, sistemas de comando e controle, e serviços. Além disso, a Embraer tem se posicionado para participar ativamente em projetos focados no sensoriamento e vigilância de fronteiras, bem como de segurança para os próximos eventos desportivos de importância no cenário nacional.
 
Com relação aos projetos de vigilância e reconhecimento em fronteiras, o consórcio TEPRO, formado por SAVIS Tecnologia e Sistemas S.A. e OrbiSat Indústria e Aerolevantamento S.A., empresas controladas pela Embraer, assinou o contrato para implantação da 1ª fase do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON). Esta 1ª fase do projeto visa o monitoramento de 650km de fronteiras entre o Brasil, Bolívia e Paraguai.
 
Na área das aeronaves remotamente pilotadas, a Embraer ganhou um reforço em sua controlada, a Harpia Sistemas S.A., com a entrada da Avibras Divisão Aérea e Naval S.A. no capital social da Harpia. Além de deter 9% das ações da empresa, a Avibras também aportou a aeronave Falcão dentro da linha de produtos da Harpia, reforçando o conteúdo nacional da parceria. O Falcão está sendo desenvolvido pela Avibras para uso das Forças Armadas brasileiras e será capaz de realizar missões de reconhecimento, aquisição de alvos, apoio à direção de tiro, avaliação de danos, vigilância terrestre e marítima.
 
O desenvolvimento do programa da aeronave militar de transporte e abastecimento, KC-390, está avançando conforme cronograma. Em 2012 foi concluída com sucesso a Revisão Preliminar do Projeto (ou PDR, sigla em inglês) do KC-390. O evento é um marco relevante no programa, e contou com a participação da Embraer e da Força Aérea Brasileira (FAB). Foram apresentadas ao Comando da Aeronáutica as características técnicas das soluções de projeto adotadas para a estrutura e os diversos sistemas da aeronave, incluindo as definições dos principais componentes e suas interfaces, demonstrando que o projeto alcançou a maturidade esperada para a fase atual.
 
Em 2012, foi assinado um acordo de cooperação entre a Embraer Defesa e Segurança e a Boeing para o programa KC-390. O acordo prevê o compartilhamento de conhecimentos técnicos específicos e a avaliação conjunta de mercados onde poderão estabelecer estratégias de vendas no segmento de aeronaves de transporte militar de médio porte. Este acordo permite que o KC-390 tenha penetração em mercados antes não considerados no plano de negócios original da aeronave.
 
Com relação aos programas de modernização de aeronaves, até o final de 2012, 16 aeronaves AMX (A-1) já haviam sido recebidas pela Embraer para os trabalhos de revitalização e modernização das mesmas. Em Junho, a Embraer realizou o primeiro voo do protótipo do A-1M, dando início às campanhas de ensaio. As primeiras entregas ocorrerão em 2013.

O programa de modernização de 12 caças AF-1 (A-4 Skyhawk) da Marinha do Brasil continua sua execução conforme previsto, com 2 aeronaves já em nossas instalações para a realização dos trabalhos.
 
Em 2012 houve a entrega de duas das três aeronaves EMB 145 AEW&C (Airborne Early Warning and Control ou Alerta Aéreo Antecipado e Controle) ao governo da Índia. A última entrega está prevista para 2013.
 
Com relação às aeronaves de ataque leve, em 2012 a Indonésia tornou-se o primeiro operador do Super Tucano na Ásia, ao receber as quatro primeiras aeronaves A-29 para a Força Aérea da Indonésia, do primeiro lote de oito aeronaves encomendadas em 2010. Além disso, a Força Aérea da Indonésia assinou um contrato comercial para um segundo lote de oito aviões A-29, num pedido que inclui ainda um simulador de voo que será utilizado para instrução e treinamento dos pilotos indonésios. As entregas do segundo lote estão previstas para 2014.

Em 2012, a Embraer expôs pela primeira vez a aeronave A-29 na AirVenture, tradicional feira de aviação realizada em Oshkosh (EUA), e também na convenção da Air Force Association, em Washington, o que permitiu à Embraer demonstrar as qualidades e as vantagens do A-29 Super Tucano, aeronave de baixo custo e experiência comprovada em combate. Estas oportunidades trouxeram visibilidade ao A-29 em um momento em que a Força Aérea Americana avaliava a concorrência referente ao contrato para o programa de apoio aéreo leve (LAS).
 
Ainda em relação ao LAS, a Embraer e a Boeing assinaram em 2012 um acordo que adicionará novas capacidades ao A-29 Super Tucano por meio da integração de armamentos que atenderá a futuras demandas de seus clientes. Essa integração ampliou o conteúdo da proposta apresentada à USAF, oferecendo recursos que não apenas atendem aos requisitos do programa LAS, mas que os superam de forma significativa.
 
Em relação à área de Serviços e Suporte ao Cliente, a Embraer Defesa e Segurança e a FAB assinaram um contrato para fornecimento de suporte logístico e serviços para a frota de 24 aeronaves da família ERJ-145 operadas pela FAB. O contrato, que pode chegar a US$ 130 milhões incluindo US$ 32 milhões em serviços adicionais, abrange um amplo conjunto de serviços, e visa aumentar a disponibilidade das aeronaves para o cumprimento das missões.

A Embraer realizou, em conjunto com a OGMA, o Encontro de Operadores da Embraer Defesa 2012 em Lisboa, Portugal. O evento reuniu clientes militares e governos  operadores das frotas ERJ 145 e Legacy, da Embraer, e de outras aeronaves militares mantidas pela OGMA.



Outras coberturas especiais


Brasil - EUA

Brasil - EUA

Última atualização 25 SET, 01:20

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa