COBERTURA ESPECIAL - Boeing Brasil - Aviação

04 de Novembro, 2019 - 16:00 ( Brasília )

737MAX - Boeing reporta novos processos para a retomada segura das operações



Boeing reporta novos processos para a retomada segura das operações do 737 MAX


CHICAGO, 22 de outubro de 2019- A Boeing progrediu significativamente nos últimos meses com o intuito retomar as operações do 737 MAX com total segurança novamente. A companhia segue trabalhando com a FAA e outros reguladores globais no processo estabelecido para a certificação das atualizações de software e treinamento relacionadas com o 737 MAX. A empresa também fez mudanças importantes em governança e operações para aprimorar ainda mais seu foco.

O que estamos fazendo

Além de prestar assistência às pessoas afetadas pelos acidentes, diversas equipes da Boeing e fornecedores têm trabalhado initerruptamente para desenvolver atualizações de software e realizar testes de voo correspondente. Estamos  focados em aprimorar futuros materiais de treinamento de pilotos, envolver e informar reguladores globais, companhias aéreas e fornecedores, além de apoiar a frota existente de aviões 737 MAX.

  • Apoio às famílias das vítimas: todos na Boeing ainda sentem grande pesar por esses dois trágicos acidentes. A Boeing criou um fundo de assistência de US$ 100 milhões para atender às necessidades das famílias e das pessoas afetadas. Cinquenta milhões de dólares foram reservados para o Fundo de Assistência Financeira da Boeing, concebido para proporcionar assistência imediata às famílias das vítimas dos acidentes. Kenneth Feinberg e Camille Biros, renomados especialistas na supervisão de fundos de compensação para vítimas, foram contratados para projetar e administrar independentemente o Fundo de Assistência Financeira da Boeing, que já começou a prestar auxílio às famílias afetadas.
  •  
  • Atualizações de software e testes de voo: atualizamos o MCAS (Maneuvering Characterment Augmentation Software – Sistema de Aumento de Características de Manobra) no MAX, acrescentando três camadas adicionais de proteção que impedirão que acidentes como esses aconteçam novamente. Até o momento, realizamos mais de 800 voos de teste e produção com o software atualizado, totalizando mais de 1.500 horas. A empresa está fazendo progressos constantes na segunda atualização do software anunciada em junho para redundância adicional do computador de controle de voo. Cerca de 445 participantes de mais de 140 clientes e reguladores de todo o mundo, incluindo a FAA, participaram de sessões em simuladores para testar a proposta de atualização do software MCAS. Na semana passada, a empresa realizou com sucesso um exercício de simulação para um teste de voo de certificação.
     
  • Engajamento com clientes e partes interessadas: A Boeing realizou 20 conferências em todo o mundo com mais de 1.100 participantes de mais de 250 organizações para ajudar operadores e financiadores a se prepararem para a retomada da operação. A empresa também está realizando chamadas técnicas semanais com clientes em todo o mundo para oferecer suporte da mais alta qualidade e preparar totalmente a frota para retornar as operações com segurança quando a proibição de voo for revogada. Isso também inclui o desenvolvimento de um pacote abrangente de recursos educacionais e de treinamento. A empresa também está diretamente envolvida com mais de 900 fornecedores para garantir a estabilidade da cadeia de suprimentos.
  • Suporte para frota 24 horas por dia, 7 dias por semana: a Boeing está fornecendo suporte ao cliente 24 horas por dia, por meio de seu centro de operações global, oferecendo simultaneamente o suporte de frota da mais alta qualidade para as companhias aéreas. As equipes estão estudando os resultados das análises avançadas, voos de produção e demonstrações no local para preparar a frota para a entrada em serviço, uma vez que os reguladores revoguem a proibição de operação.


O que mudamos

Também estamos adotando medidas para implementar ações anunciadas anteriormente que aumentarão nosso foco na segurança de produtos e serviços. Desde o anúncio das alterações em 30 de setembro, já fizemos mudanças em resposta às recomendações do nosso Conselho de Administração.

  • Governança e supervisão: um Comitê do Conselho especialmente nomeado conduziu uma rigorosa análise independente de cinco meses das políticas e dos processos da empresa e fez uma série de recomendações que foram adotadas. No início deste mês, a empresa também anunciou que seu Conselho de Administração separou as funções de chairman e CEO para permitir que o presidente e CEO da Boeing, Dennis Muilenburg, aprimorasse seu foco em tempo integral na administração da empresa, cumprindo os compromissos com nossos clientes e fortalecendo nosso foco na segurança de produtos e serviços.
     
  • Foco no gerenciamento de segurança e em engenharia: em 30 de setembro, a Boeing anunciou a formação de uma organização de Segurança de Produtos e Serviços que analisará todos os aspectos de segurança de produtos, além de manter a supervisão de nossa equipe de Investigação de Acidentes e dos conselhos de análise de segurança da empresa. O líder da organização foi nomeado e a equipe já começou a operar sob seu novo formato. Outras mudanças feitas incluem o realinhamento da função de engenharia, a criação de um Programa formal de Requisitos de Design, o aprimoramento de nosso Programa de Segurança Operacional Continuada, a parceria com nossos clientes de companhias aéreas em projetos de cabines de pilotagem que continuam a prever as necessidades de futuras populações de pilotos, e a expansão do alcance de nosso Centro de Promoção de Segurança Boeing.
     
  • Demais medidas tomadas: a Boeing adotou medidas adicionais para aumentar seu foco na excelência operacional e fortalecer a maneira como gerencia a segurança em toda a empresa, na sua cadeia de suprimentos e na comunidade aeroespacial em geral, em esforço para promover a segurança da aviação global. Ampliamos o uso de um sistema abrangente de gerenciamento de segurança e de conselhos de análise para padronizar a política de segurança e compartilhar as melhores práticas, chefiado pela liderança sênior da empresa para aumentar a visibilidade. Estamos ampliando o uso do nosso sistema de denúncia anônima para incentivar os funcionários a apresentarem possíveis problemas de segurança. A Boeing também está tomando medidas adicionais para atender à crescente necessidade de talento, especialmente pilotos e técnicos de manutenção, investindo ainda mais na educação STEM (sigla em inglês para Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática). E estamos investindo fortemente em áreas como design de produtos, cabines de pilotagem futuras, infraestrutura, regulamentação e novas tecnologias.


“Continuamos fazendo progressos constantes para retomada das operações do 737 MAX com segurança. As equipes da Boeing mantêm seu compromisso incondicional com nossos clientes e nossos valores e as mudanças que estamos implementando agora fortalecerão ainda mais nossa abordagem de segurança em nossa empresa e na comunidade aeroespacial”, afirmou Dennis Muilenburg, presidente e CEO da Boeing.

Para obter as atualizações mais recentes e um infográfico resumindo do progresso do retorno do 737 MAX ao serviço, visite
www.boeing.com/737MAXupdates.

Sobre a Boeing

A Boeing é a maior empresa aeroespacial do mundo e fornecedora líder de aviões comerciais, sistemas de defesa, espaço e segurança e serviços globais. Como a principal exportadora dos EUA, a empresa oferece suporte a clientes comerciais e governamentais em mais de 150 países. A Boeing emprega mais de 150.000 pessoas em todo o mundo e aproveita os talentos de uma base global de fornecedores. Com base em um legado de liderança aeroespacial, a Boeing continua a ser líder em tecnologia e inovação, entregar resultados para seus clientes e investir em seu pessoal e crescimento futuro.
 


VEJA MAIS