08 de Março, 2013 - 15:17 ( Brasília )

Aviação

GOL - Voos com toda tripulação formada por mulheres

GOL realizou dois voos com tripulação totalmente feminina. Operação aconteceu em comemoração ao dia internacional da mulher



Para comemorar o dia internacional das mulheres, hoje a GOL realizou dois voos com uma tripulação totalmente feminina - G3 1600, entre São Paulo/Congonhas e Rio de Janeiro/Galeão, e para o voo G3 1745, de Galeão para Guarulhos.

Fernanda Prieto, comandante, Denise Cristiane, copiloto, Andrea Duderstadt, chefe de cabine, e as comissárias Onalice Gama, Suellen Lisandra e Patricia Ferreira comemoraram a data especial com os clientes. Em um speech durante o voo, Fernanda disse que ela e sua tripulação estavam orgulhosas de participar da ação e por representar as mulheres que fazem a GOL acontecer todos os dias.

A GOL nomeou sua primeira comandante em 2007. Elisa Rossi, integrante do grupo de voo da companhia há quase 9 anos, voou pela primeira vez quando tinha 16 anos. “A sensação foi indescritível. Depois do voo, perguntei para o piloto se mulheres também podiam pilotar e ele respondeu que sim. Então, tive a certeza de que seria a carreira que iria seguir”, contou Elisa.

O grupo de comissários tem uma predominância feminina, mas a equipe de pilotos não. Hoje, de uma média de 1500 pilotos, 24 são mulheres. “Destas, 6 são comandantes e 18 são copilotos”, disse Adalberto Bogsan, vice-presidente técnico da GOL.  “As mulheres estão conquistando cada vez mais espaço. É uma conquista do gênero”, reforçou.

Segundo Elisa, voar com uma mulher no comando ainda é novidade para alguns clientes, mas ela encara com naturalidade e disse que logo todos saberão que as mulheres já estão nessa profissão há algum tempo, assim como em outras áreas. “Como a primeira comandante da companhia, busco deixar bons exemplos, para que a sociedade reconheça que este trabalho pode, perfeitamente,  ser desempenhado por homens e mulheres”, finalizou.

A GOL deseja um feliz dia das mulheres.