27 de Novembro, 2012 - 08:44 ( Brasília )

Aviação

Boeing diz que é preciso trabalhar mais em 787 maior

Características do 787-10 ainda estão sendo definidas junto a companhias aéreas

A Boeing afirmou nesta segunda-feira que estava avançando com planos para uma versão maior de seu modelo 787 Dreamliner, mas acrescentou que é necessário mais trabalho antes que obtenha a aprovação para um lançamento oficial.

A Boeing disse que tem conversado com companhias aéreas e empresas de leasing para definir as especificações para o 787-10, uma versão maior dessa linha e um concorrente poderoso para o A330, da Airbus.

"Nós temos muito apoio dentro da empresa, incluindo o Conselho de Administração", disse o vice-presidente e gerente geral do programa 787, Larry Loftis, sobre o 787-10 durante uma conferência com investidores organizada pela RBC Capital Markets, nesta segunda-feira.

"Nós ainda temos mais algum trabalho a fazer antes de estarmos prontos para iniciar o programa e/ou ter autorização para lançar o programa", Loftis acrescentou.

A esperada versão maior do 787 teria como interessadas as companhias aéreas para viagens de longo curso.

Loftis disse que a carteira de encomendas do 787 atualmente estava dividida em cerca de 60 por cento para o modelo 787-8, que pode transportar 210-250 passageiros, e 40 por cento para o 787-9, uma versão ligeiramente maior projetada para acomodar até 290 assentos.

A Boeing disse que a montagem final da versão 787-9 começará provavelmente no final da primavera ou início do verão do próximo ano no hemisfério Norte, com a primeira entrega prevista para o início de 2014.