05 de Maio, 2011 - 16:00 ( Brasília )

Aviação

Israel – Contaminação de Combustível Gera Caos Aeronáutico Monumental

Toda a movimentação do Aeroporto Internacional Ben Gurion em Tel Aviv foi suspensa hoje devido a contaminação de combustível. Aviões são direcionados ao Chipre e Jordânia para reabastecimento


Dezenas de vôos programados para partir do Aeroporto Ben Gurion,em Israel, nesta quinta-feira (5 maio) foram suspensos, sem previsão de ocorrerem, devido a contaminação de combustível de aviação. A administração do aeroporto ordenou a suspensão de todos os abastecimentos de aeronaves. Como resultado milhares de passageiros congestionam as dependências do aeroporto..

Outros aeroportos de Israel também foram afetados pela contaminação – incluindo os aeroportos de Eilat e Haifa. Fontes confirmam que o problema é o mesmo do aeroporto Ben Gurion.

A agência Israel Airport Authority iniciou uma investigação sobre o assunto.  O Ministro de Infra-Estrutura Nacional Uzi Landau formou uma comissão ministerial para investigar o assunto.

Membro de empresa aérea afirmou, sob condição de anonimato. "O  caos que temos pela frente é monumental. Todos os vôos que pousariam em Israel foram direcionados para Larnaca (Chipre), para reabastecimento e terem combustível para posterior decolagem em Israel. Isto significa que todos os vôos planejados serão direcionados para o Chipre. Isto será a a intera ruptura do sistema e gerará enormes atrasos. Se o problema não for solucionado imediatamente será o caos."

A empresa Paz Aviation Assets, um dos dois maiores fornecedores de combustível aeronáutico em Israel, afirmou que ocorreu uma falha nos filtros operados conjuntamente pela Paz e Mercury Aviation . Os filtros estão localizados no Aeroporto Ben Gurion.

A empresa Arkia tinha 16 vôos locais e 10 vôos internacionais programados para esta quinta. A El Al também informou, que estava cancelando 20 vôos devido a falta de combustível de aviação.

O gerente do Ben Gurion International Airport Shmuel Kendel, afirmou que  29 aeronaves estão no solo. Destas  23 indefinidamente pois não possuem combustível para alcançar os aeroportos de Lanarca ou Aman para reabastecimento. Seis outras aeronaves foram direcionadas para Aman ou Larnaca, conforme Kendel.  
 
Porém o problema já era conhecido há uma semana e meia atrás. Os reabastecimentos foram suspensos após uma aeronave da Arkia sofrer três “pequenas explosões” na turbina.

As fontes afirmam que o problema foi mantido em sigilo devido ao impacto financeiro. Durante este período os filtros estavam falhando, até que hoje ocorreu o desastre. Mencionam fontes das empresas no anonimato.

A estimativa inicial era que o combustível tivesse sido contaminado nos dutos, porém agora acreditamos que foi na refinaria.

As implicações são terríveis para segurança de vôo, a falha nos filtros pode causar a queda da aeronave.

Fontes mencionam que há um resíduo de óleo no combustível, o que causou a falha nos filtros.

Até o final da tarde em Israel não havia uma solução, além do cancelamento dos vôos.