10 de Outubro, 2012 - 09:45 ( Brasília )

Aviação

Ágata 6 - FAB emprega 26 aeronaves e VANT para defender fronteira oeste


Começaram ontem (9) as ações da Ágata 6, Operação lançada pelo Governo Federal com o objetivo de combater atividades ilícitas na região de fronteira do Brasil com a Bolívia e o Peru, no Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia e Acre. A Força Aérea Brasileira participa com 26 aeronaves, incluindo aviões de caça e dois Veículos Aéreos Não Tripulados (VANT).

Ao todo, 4.216 Km de fronteiras estarão sob a vigilância dos sistemas de reconhecimento dos aviões R-35, RA-1 e R-99 da FAB, capazes de monitorar pontos de interesse na terra ou nos rios da região. É possível, por exemplo, identificar indícios de crimes ou ocorrências ambientais, como queimadas e desmatamentos.

Já os VANT vão voar a partir da cidade de Cáceres (MT), a 70 km da fronteira da Bolívia, de onde poderão filmar ao vivo as áreas de interesse indicadas pelas Forças Armadas, Polícias Militares, Polícia Federal e demais órgãos envolvidos na Ágata 6, como Ibama, Receita Federal, Instituto Chico Mendes e Funai.

De acordo com o Brigadeiro-do-Ar Maximo Ballatore, Comandante da Força Aérea Componente da Operação, além de missões propriamente militares essa é uma oportunidade de a FAB estreitar laços com organizações civis. "Podemos atender a qualquer demanda que for necessária no sentido de prestarmos uma informação e atendermos, da melhor forma, a qualquer Agência ou Ministério que precisar", explicou.