09 de Agosto, 2012 - 09:45 ( Brasília )

Aviação

Rússia começa testes de caça T-50 com novo radar

Rússia começou a testar um caça de quinta geração T-50 com o novo sistema de radar de varredura eletrônica ativa.

O novo radar foi instalado no terceiro protótipo promissor de caça T-50-3.

O sistema irá permitir ao T-50 reconhecer e classificar alvos múltiplos e individuais a longa distância, bem como realizar a orientação simultânea de armamento a alguns deles. Além disso, o sistema fornecerá comunicações e contramedidas eletrônicas.

De acordo com o calendário atual, o fornecimento do T-50 em série para as tropas está previsto para 2015.

Programa prevê cinco vezes mais aviões deste tipo no país

O número de caças russos de quinta geração T-50, do programa Complexo Aéreo para as Forças Aéreas Tácticas (PAK-FA) vai aumentar em quase cinco vezes até 2015, informou o Comandante da Força Aérea da Rússia, general Aleksandr Zelin.

O primeiro voo do PAK-FA foi realizado em 29 de janeiro de 2010 em Komsomolsk on Amur. O segundo aconteceu na mesma cidade no início de março 2011. Atualmente, estão sendo intensificados os testes com este modelo de avião.

O primeiro vôo do PAK FA foi realizada 29 de janeiro, 2010, em Komsomolsk-on-Amur. No início de março 2011, decolou o segundo protótipo. Estão sendo realizados os trabalhos de testes em solo e de vôo. A primeira demonstração pública do caça ocorreu  em 17 de agosto deste ano,  em Zhukovsky, cercânias de Moscou, no Salão Internacional de Aviação e Espaço MAKS-2011.

Em comparação com gerações anteriores de caças, o PAK FA têm várias características únicas, combinando as funções de uma aeronave de ataque e caças. A aeronave está equipada com uma quinta geração de aviônicos, que integra as promissoras funções  de "piloto eletrônico" e radar,  com um conjunto de antenas Phased Array, que reduz bastante a carga de trabalho sobre o piloto e permite-lhe concentrar-se na execução de tarefas táticas.
 
Os aviônicos  das novas aeronaves podem trocar dados em tempo real com os sistemas terrestres de controle, e dentro dos grupos de aviação. O uso de materiais compostos e tecnologia inovadora, design aerodinâmico de aeronaves, medidas para reduzir a visibilidade do motor incluindo a térmica fornecem baixo nível de sinal radar, sem precedentes, incluindo  assinatura ópticas e térmica. Isso  aumentará significativamente a eficácia de combate do caça tanto em missões contra alvos terrestres ou aéeos, a qualquer momento, em condições climáticas adversas ou não.

 
A Índia também participa do desenvolvimento do PAK FA (T50).