21 de Abril, 2011 - 12:43 ( Brasília )

Aviação

Suíça - Nem Rafale ou Gripen, F-5 Voarão até 2025(?)

Após ter desistido do de substituir os caças F-5E Tigers, a Suíça agora estuda a possibilidade de um “upgrade” para mantê-los voando até 2025.

EMBRAER Defesa e Segurança Modernizará 11 Caças F-5 Adicionais para a FAB

AEL Sistemas, Contrato de Modernização F-5 U$85 Milhões



Ministério Defesa Suíça (DPPS) - 20 Abril 2011

O Diretor do Federal Department of Defence, Civil Protection and Sports (DDPS), Conselheiro Federal Ueli Maurer, instruiu as Forças Armadas Suíças  para realizarem um amplo estudo sobre as necessidades de armamentos, assim como da possibilidade de modernização da força de caças F-5 Tiger.


A decisão do Conselheiro Federal  de adiar indefinidamente a compra de novos aviões de combate para a substituição dos caças Tiger F-5, cria um perigoso vazio no campo de defesa aérea. Ações no Parlamento podem acelerar o processo de aquisição de novo caça.

Independente disso o Exército e a Armasuisse ( Departamento de Gestão de Armamentos Federal), necessitam desenvolver uma planejamento que embase a tomada de decisão no nível político.

A meta do atual governo é uma  revisão das missões, recursos e  compromissos da Força Aérea para os próximos 15 a 20 anos, assim como a aquisição de armamentos necessários.

A este respeito, a Armasuisse deve submeter para análise, no fim de 2011, um estudo indicando se é viável modernizar ou atualizar a atual frota de caças F-5 Tiger.

O estudo de viabilidade foi solicitado pelo chefe do Federal Department of Defence, Civil Protection and Sports (DDPS), Conselheiro Federal Ueli Maurer. A prioridade é manter a capacidade operacional da Força Aérea.

As Forças Armadas não podem permitir “gap” operacionais (vazios) que comprometam a sua capacidade de executar as missões a ela designadas. Atualmente os caças  F-5 só podem operar de dia e em condições de boa visibilidade.

Os caças F-5 Tigers modernizados poderiam apoiar  a atual força de 33 caças Boeing  F/A-18 Hornets nas operações de patrulhas aéreas.

Esta  modernização permitiria preencher os vazios operacionais até uma substituição parcial dos F-5 Tigers. A decisão não deverá ser tomada antes de 2019, e o novo avião ser disponível cerca de 2025.

A decisão do Conselho Federal (Governo), emitida no segundo semestre de 2010 solicitando ao DDPS (Ministério da Defesa)  e ao Ministério da Fazenda, para que apresentam no final de 2011, um estudo da viabilidade financeira da substituição dos caças F-5 Tiger, permanece inalterada.


Nota Defesanet - A Suíça também está selecionando um novo caça. Porém o processo tem sido adiado indefinidamente.