12 de Abril, 2011 - 13:01 ( Brasília )

Aviação

FAB fecha acordo para modernizar caças

Aeronáutica pagará US$85 milhões para empresa israelense equipar aeronaves

Cassio Bruno e Daniela Kresch

TEL AVIV e RIO. A Embraer contratou a empresa israelense Elbit Systems como principal fornecedora do projeto de modernização de 11 caças supersônicos F-5 para a Força Aérea Brasileira (FAB). O acordo, anunciado ontem, é avaliado em US$85 milhões (R$133 milhões) e será posto em prática pela subsidiária da Elbit no Brasil, a gaúcha Aeroeletrônica (AEL). As aeronaves modernizadas deverão ser entregues em 2013.

Os caças, comprados ano passado da Jordânia, ganharão computadores de bordo, radares e sistemas ultramodernos, como o "EW" (Eletronic War, ou Guerra Eletrônica) e um software de gerenciamento de munição. A empresa israelense fornecerá um simulador de voo e equipamentos de apoio em terra.

A FAB conta com 57 caças F-5, sendo que 46 deles já foram modernizados. A Elbit Systems também está envolvida na modernização de 54 aviões Bandeirante (C-95). Em dezembro, a primeira aeronave com a nova cabine de controle fez seu primeiro voo, considerado um sucesso. Até hoje, o novo Bandeirante já completou 70 voos experimentais e, em maio, deve ser posto à disposição da FAB.

Dassault: negociações sobre caças estão paradas

O vice-presidente da Dassault Aviation, Eric Trappier, disse ontem esperar que até o fim do ano o governo Dilma Rousseff decida sobre a compra dos 36 caças Rafale, fabricado pela empresa francesa. Em entrevista a jornalistas brasileiros, Trappier confirmou que estão paradas as negociações com o governo, que só pretende se decidir em 2012.

- É uma decisão de longo prazo. Entre fechar o contrato, entregar os aviões e o início das operações são 30, 35 anos. Entendemos que houve um congelamento (das negociações) por motivos orçamentários - afirmou Trappier, referindo-se aos cortes de R$50 bilhões no Orçamento anunciado por Dilma, em janeiro.