17 de Abril, 2012 - 09:09 ( Brasília )

Aviação

Ataques de aviões-espiões dos EUA atingem Al-Qaeda no Iêmen


Ao menos três combatentes do grupo "Ansar al Sharia" (Seguidores da lei islâmica), vinculado à rede terrorista Al Qaeda, morreram nesta segunda-feira em bombardeio de aviões americanos no Iêmen. Em comunicado, a "Ansar al Sharia" revelou que aviões americanos não tripulados, os "drones", bombardearam uma área entre as localidades na província de Shabua, a 570 quilômetros ao sudeste de Sana, e mataram três de seus membros.

Conforme a agência oficial iemenita "Saba", dois bombardeios aéreos desta segunda atingiram dois campos de treinamento da Al Qaeda em Shabua, mas a empresa não deu detalhes sobre o número de vítimas e a procedência dos aviões.

Neste ano, os Estados Unidos devem destinar US$ 100 milhões para promover a estabilidade e lutar contra o terrorismo no sul do Iêmen, onde a Al Qaeda tem campos de treinamento.

Além disso, os grupos radicais vinculados a esta rede controlam atualmente várias zonas do sul do país e nos últimos meses recrudesceram os ataques contra o Exército iemenita e seus aliados tribais.

A instabilidade no país aumentou desde que explodiu há mais de um ano a revolta contra o regime do presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, cuja saída definitiva do poder aconteceu no fim de fevereiro com a posse do anterior vice-presidente, Abdo Rabbo Mansour Hadi.