02 de Março, 2012 - 17:00 ( Brasília )

Aviação

EADS - Alemanha Investirá mas quer poder de decisão


Gernot Heller

BERLIM, 2 Mar 2012 - A Alemanha quer que a Airbus tenha mais atividades no país e um número igual de executivos franceses e alemães, e a fabricante respondeu que não permitirá tal ingerência.

O governo alemão está para comprar da Daimler uma participação de 7,5 por cento na matriz da fabricante de aviões, a EADS, que o presidente-executivo da Airbus, Thomas Enders, prepara-se para assumir.

O alemão indicou que vai transferir para Toulouse, na França, algumas operações da EADS e da Airbus que estão na Alemanha.

O coordenador aeroespacial da Alemanha, Peter Hintze, disse à Reuters: "Vou reivindicar uma participação justa da Alemanha em pesquisa, desenvolvimento e produção industrial da Airbus".

Hintze se negou a comentar uma matéria do diário de negócios Handelsblatt de que ele tinha escrito a Enders e afirmado que os planos da Alemanha de comprar a participação na EADS correrão risco se a companhia não tiver mais negócios no país.

Um porta-voz da Airbus disse que a companhia "rejeita enfaticamente" a demanda de Hintze por mais igualdade.

"Não haverá disputas na Airbus por proporção e equilíbrio", disse o representante, acrescentando que a carta não abriu caminho para negociações entre a companhia e Hintze.