07 de Abril, 2011 - 13:01 ( Brasília )

Aviação

Airbus - PW1100G é o motor principal para o desenvolvimento do A320neo

Abrindo caminho para um início antecipado de operações, em outubro de 2015

 
Nota DefesaNet - A empresa brasileira TAM foi a primeira da América Latina a adquirir o A320neo

Airbus A320neo


Os clientes escolheram o motor turbofan PW1100G da Pratt & Whitney para ser o motor de desenvolvimento principal da Família A320neo, abrindo caminho para que a fase de desenvolvimento industrial comece com energia. Além disso, com o total de encomendas para a Família A320neo já superando 300 unidades, a Airbus respondeu a essa espetacular recepção do mercado adiantando o início das operações de 2016 para outubro de 2015.

O A320neo incorpora novos motores mais eficientes e grandes dispositivos de ponta de asa “Sharklets”, que, juntos, oferecerão até 15% de economia em combustível. Essa economia representará cerca de 3.600 toneladas de CO2 a menos por aeronave ao ano. O A320neo também oferecerá uma redução de dois dígitos nas emissões de NOx e ruído de motor reduzido, mostrando-se um bom vizinho em qualquer aeroporto no qual as companhias aéreas operem a aeronave.

“A excepcional demanda do mercado pela Família A320neo, à medida que as companhias aéreas reconhecem as vantagens operacionais, econômicas e ambientais que o neo trará, nos encorajou a adiantar a data de início das operações para outubro de 2015,” afirmou John Leahy, Executivo-Chefe de Operações da Airbus, Clientes.

“Ao lado de nossos parceiros fabricantes de motores, Pratt & Whitney e CFMI, estamos nos esforçando ao máximo para trazer aos nossos clientes as primeiras aeronaves A320neo para operação o mais rápido possível,” acrescenta.

A Família A320 (A318, A319, A320 e A321) é tida como referencial em aeronaves de corredor único. Mais de 7.000 aeronaves da Família A320 foram encomendadas e mais de 4.500 já foram entregues a mais de 320 clientes e operadoras do mundo todo. O A320neo possuirá mais de 95% de atributos estruturais comuns com relação aos modelos existentes, o que faz com que ele se adapte facilmente às frotas existentes ao mesmo tempo em que oferece um alcance até 500 milhas náuticas (950 quilômetros) maior e duas toneladas a mais de capacidade de carga paga. Os motores do A320neo serão o LEAP-X, da CFM International, e o PurePower PW1100G, da Pratt & Whitney.

Fonte - Airbus