15 de Dezembro, 2011 - 10:08 ( Brasília )

Aviação

Embraer é certificada pela aviação civil da China


O jato executivo Legacy 650, da categoria large, recebeu o certificado de tipo da autoridade de aviação civil da China - a CAAC. Isso abre caminho para que os clientes registrem e operem a aeronave naquele país.

O jato também foi certificado por outras autoridades aeronáuticas, incluindo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), do Brasil, a Agência Européia para a Segurança da Aviação (EASA) e a Administração Federal de Aviação (FAA) dos Estados Unidos.

"Recebemos a certificação do Legacy 650 pela CAAC com muita alegria, pois ela indica o forte reconhecimento deste produto da Embraer na região e marca um avanço significativo com a entrada do jato no mercado chinês. Estamos agora totalmente preparados para servir os nossos clientes de Legacy 650 nesta região", disse presidente da Embraer China, Guan Dongyuan.

"Este jato executivo da categoria large é a perfeita integração de excelente desempenho, tecnologia avançada e luxo inteligente, tornando-se muito adequado para o ambiente de negócios da China", acrescentou. 

Encomendas

 Em 2001, a Embraer recebeu diversas encomendas de clientes chineses para o Legacy 650, incluindo 13 ordens da Minsheng Financial Leasing, e uma do ator Jackie Chan, apontado recentemente como embaixador da marca Embraer e que em breve se juntará à família de usuários do Legacy 650.

Impulsionado pelos motores da Rolls-Royce, o Legacy 650 tem alcance de 7.223 km (3.900 milhas náuticas), podendo voar, sem escalas, de Beijing (China) para Dubai (Emirados Árabes Unidos) ou de Hong Kong (China) para Adelaide (Austrália), com quatro passageiros a bordo, nas condições IFR NBAA. O desempenho do jato sob condições de alta temperatura e altitude elevada possibilita aos viajantes acessarem facilmente destinos com estas características.