13 de Dezembro, 2011 - 18:45 ( Brasília )

Aviação

GE do Brasil anuncia nova presidente e CEO

Adriana Machado traz para o cargo sua experiência em relações governamentais

São Paulo, 13 de dezembro de 2011 – Adriana Machado é a nova presidente e CEO da GE do Brasil. A nomeação da profissional acontece no ano em que a empresa registra o melhor desempenho desde que se instalou no Brasil, há 92 anos. Nesta posição, a executiva representará os interesses da GE e de seus negócios em todas as esferas do mercado brasileiro.
 
“É um grande desafio representar uma empresa com negócios tão diversificados quanto a GE, que podem beneficiar e sustentar o desenvolvimento do País em vários setores, de saúde a infraestrutura”, diz Adriana. Para ela, aproximar a GE dos seus públicos de interesse para fomentar o crescimento no Brasil será prioridade.
 
Antes de assumir a posição, a executiva atuava como diretora de Relações Governamentais da GE do Brasil, desde julho de 2009. Formada em Ciência Política pela Universidade de Brasília, Adriana tem mais de 10 anos de experiência em relações governamentais, com passagens pelo setor de tecnologia, pela Câmara Americana de Comércio (Amcham), Embaixada Americana e Governo Brasileiro.



CELMA 60 Anos de Atividades


No ano em que completou seu 60º aniversário, a GE Celma será responsável pela revisão de 330 turbinas de grande porte. “A Celma é motivo de orgulho para a GE por realizar com excelência suas atividades e ser responsável por receber equipamentos de aviões do mundo todo. As operações da Celma permitem que as viagens de passageiros ao redor do planeta aconteçam com segurança e tranquilidade”, diz Reinaldo Garcia, presidente e CEO da GE América Latina.

O plano da expansão da GE Celma teve início em 2007. Naquele ano, 250 turbinas foram revisadas. Com os investimentos, a operação será duplicada e ainda contará com maior participação de serviços para o mercado interno. “Atualmente, o mercado nacional cresce 20% ao ano, com demanda muito acima do mercado internacional. Esperamos que esse crescimento aumenta a relação dos serviços para o Brasil, dos atuais 10%, para 20%, em 2014”, avalia Júlio Talon, presidente da GE Celma, há 24 anos na companhia e um ano e cinco meses no cargo.

A Celma foi a primeira unidade latina da GE a atingir US$ 1 bilhão em vendas, em 2009. No cenário internacional, conquistou destaque pela velocidade de entrega: 50 a 60 dias, frente a até 80 dias das outras subsidiárias. Em outubro do ano passado, ganhou um novo centro de provas, capaz de dobrar a capacidade de turbinas testadas de 400 para 800 por ano. Esta câmara de testes recebeu investimentos de US$ 6 milhões e simula integralmente as condições enfrentadas pelas aeronaves durante o voo, como tempestades, neves e choques com pássaros.

A iniciativa faz parte de um plano de crescimento da GE Celma que prevê investimentos de US$ 50 milhões, até 2014. Com o aquecimento do mercado interno, a GE Celma receberá aporte extra de US$ 40 milhões. “Com os investimentos, será possível revisar 500 turbinas por ano no término da expansão. A meta reforça a expansão do setor e crença da GE no Brasil. Por meio do aumento no número de turbinas revisadas, ainda esperamos criar até 300 novos postos de trabalho”, revela Talon.