09 de Dezembro, 2019 - 11:00 ( Brasília )

Aviação

Academia da Força Aérea forma 140 novos Aspirantes a Oficial

Cerimônia, ocorrida em Pirassununga (SP), contou com a presença do Presidente da República Jair Bolsonaro

Tenente Raquel Alves E Tenente-Coronel Santana

Os cadetes da Academia da Força Aérea (AFA), da Turma Asterion, foram declarados, nesta sexta-feira (06), Aspirantes a Oficial, encerrando um período de quatro anos de formação. O Presidente da República, Jair Bolsonaro, presidiu a solenidade, acompanhado do Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez e do Comandante da AFA, Brigadeiro do Ar David Almeida Alcoforado.

A cerimônia contou, ainda, com a presença do Embaixador da República Dominicana no Brasil, Alejandro Arias Zarzuela; do Comandante da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior; do Deputado Federal Helio Lopes; do ex-Deputado Federal Nelson Marquezelli; do Chefe do Gabinete Pessoal do Presidente da República, Pedro Cesar Nunes Ferreira Marques de Sousa; do Comandante de Operações Aeroespaciais, Tenente-Brigadeiro do Ar José Magno Resende de Araujo; do Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo, Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas; do Chefe de Operações Conjuntas do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior; do Comandante Militar do Sudeste, General de Exército Marcos Antônio Amaro dos Santos; do Secretário-Geral do Ministério da Defesa, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos; do Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, Tenente-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar; do Ministro aposentado do Supremo Tribunal Militar, Tenente-Brigadeiro Cherubim Rosa Filho; do Presidente do Conselho Deliberativo do Clube de Aeronáutica do Rio de Janeiro, Tenente-Brigadeiro Paulo Roberto Cardoso Vilarinho; do Tenente-Brigadeiro Marco Aurélio Gonçalves Mendes; de Oficiais-Generais da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira; do Diretor de Ensino da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Rui Chagas Mesquita; do Prefeito de Pirassununga, Ademir Alves Lindo; do Presidente da Câmara Municipal de Pirassununga, Vereador Jeferson Ricardo do Couto; de Adidos Militares estrangeiros acreditados junto ao Governo Brasileiro; de autoridades dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário; de Comandantes, Chefes e Diretores de Organizações Militares; do Graduado Master da Guarnição de Aeronáutica de Pirassununga, Suboficial Sandro Aurélio Rennó Martinez; entre outras autoridades civis e militares, além dos familiares dos formandos.

“Jovens Aspirantes, juntamente com seus familiares, sejam felizes e honrem o que aqui aprenderam, bem como a sua família e sua Pátria”, declarou o Presidente Jair Bolsonaro, em seu discurso.

O Comandante da Aeronáutica parabenizou os novos Aspirantes. “A Força Aérea orgulha-se de receber hoje, na formatura da Academia da Força Aérea, os novos Aspirantes a Oficial. Nesta Academia, eles passaram quatro anos forjando seus valores que serão levados por toda vida. Temos a certeza de que todos, em suas futuras Organizações, muito contribuirão para o cumprimento da Missão da FAB. Parabéns, sejam felizes e sucesso na carreira”, relatou o Oficial-General.

Completaram o curso 140 cadetes, sendo 80 Aviadores, 42 Intendentes e 18 de Infantaria. Os primeiros colocados dos três Quadros receberam os prêmios Ministério da Defesa e Força Aérea Brasileira. Os formandos receberam, também, as espadas que simbolizam o oficialato. “Foram quatro anos de muito estudo, dedicação, comprometimento e vontade para aprender a voar. Que venham os próximos desafios”, disse o Aspirante a Oficial Aviador Richardy Barcellos Almeida, primeiro colocado da Turma Asterion.

Para a primeira colocada do Quadro de Intendência, Aspirante a Oficial Pamella Silva de Oliveira, a formatura foi o momento mais emocionante da sua vida. "Foram anos de batalha e hoje estou orgulhosa por ter alcançado o meu objetivo, por me tornar uma Oficial da Força Aérea Brasileira", conta.

A Turma contou também com cadetes estrangeiros da República Dominicana, Togo, Honduras e Paraguai, que foram indicados por seus países para realizar o curso na AFA. A iniciativa parte de um acordo de cooperação entre o Brasil e Nações-Amigas. “Foi muito desafiador no início, pelo fato de ter vindo de um país estrangeiro e ter que me adaptar a uma língua e uma cultura diferentes da minha. Porém, aliviou-me ao ter sido tão bem acolhido pelos companheiros de turma, que agora considero irmãos. Sinto-me realizado”, contou o Aspirante a Oficial de Infantaria, o dominicano Wilson Anderson Benitez.

Durante a formatura, os militares entregaram o espadim, que simboliza o fim da condição de cadete, e receberam a espada de Oficial, que coroa a vitória dos jovens que se dedicaram a uma exigente rotina. A cerimônia foi encerrada com o tradicional grito de guerra e uma apresentação da Esquadrilha da Fumaça. Os novos Aspirantes atuarão em Organizações Militares da FAB por todo o País.

AFA

A Academia da Força Aérea tem como missão formar Oficiais de Carreira da Aeronáutica dos Quadros de Aviação, Intendência e de Infantaria. O objetivo é desenvolver em cada cadete os atributos militares, intelectuais e profissionais, além dos padrões éticos, morais, cívicos e sociais, obtendo-se, ao final do processo, Oficiais em condições de se tornarem líderes de uma moderna Força Aérea.

A formação dos Oficiais tem duração de quatro anos. Na conclusão do curso, tornam-se Bacharéis em Administração, com ênfase em Administração Pública e Bacharéis na especialidade escolhida no ingresso: Ciências Aeronáuticas, com habilitação em Aviação Militar; Ciências da Logística, com habilitação em Intendência da Aeronáutica; ou Ciências Militares, com habilitação em Infantaria da Aeronáutica.

Fotos: Soldado WiIhan Campos/CECOMSAER