19 de Agosto, 2019 - 11:35 ( Brasília )

Aviação

Ministro da Defesa e Comandante da Aeronáutica participam do 43º Bródio dos Jaguares

Na ocasião, o piloto Ayrton Senna foi homenageado in memoriam com o título de Jaguar Honorário

Tenenete Raquel Alves E Tenente-Coronel Santana


O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, participaram do 43º Bródio dos Jaguares, realizado na Ala 2, em Anápolis (GO).

O evento acontece anualmente desde 1976 e reune os Jaguares, código dos pilotos do 1º Grupo de Defesa Aérea (1º GDA), bem como os Jaguares Honorários, que são militares ou civis que tenham contribuído com seu trabalho para que a missão da Unidade seja cumprida com êxito.

Segundo o Tenente-Brigadeiro Bermudez, este é um momento de celebração muito importante para a Aviação de Caça. “Sinto-me muito honrado por fazer parte deste Grupo que controla, defende e integra o nosso território brasileiro e que, este ano, completa quatro décadas de existência”, destacou.

No sábado (17), foram sagrados novos Jaguares e Jaguares Honorários. O Ministro da Defesa, o Chefe do Estado-Maior do Comando de Preparo, Major-Brigadeiro do Ar Mário Luís da Silva Jordão e a Senhora Aída Fontoura Viana, funcionária civil da FAB há mais de 30 anos, foram homenageados com o título de Jaguar Honorário.

“É uma honra receber esta distinção e fazer parte da família dos Jaguares”, disse o Ministro. Foi homenageado, também, o piloto automobilístico Ayrton Senna, in memoriam, representado pelo seu irmão, Leonardo Senna, que esteve no GDA em março deste ano e recebeu a homenagem referente aos 30 anos do voo de Ayrton no Grupo de Defesa Aérea.

O piloto voou a bordo da aeronave F-5 do 1º GAVCA, em 1987, e do Mirage III, do 1º GDA, em 1989. Durante a cerimônia, foi exibido um vídeo que rememorou trechos da conversa via rádio entre o então Major Bermudez, atual Comandante da Aeronáutica, e Senna, que retornava ao Brasil após a conquista do tricampeonato Mundial de Fórmula 1, a bordo de sua aeronave, quando foi interceptado por aviões da Força Aérea Brasileira.

Além dos honorários, cinco novos Jaguares, que são pilotos operacionais da aeronave F-5M, foram sagrados na mesma solenidade. Um deles é o Capitão Aviador Vitor Cabral Bombonato.

“É uma grande realização profissional e pessoal receber este título e fazer parte de uma Unidade Aérea que é reconhecida na FAB pelo elevado nível de profissionalismo. Espero honrar as tradições do 1º GDA e dar continuidade a essa história”, disse.

1º Grupo de Defesa Aérea (GDA) - Esquadrão Jaguar

É uma Unidade da Força Aérea Brasileira, sediada na Ala 2, em Anápolis (GO), que cumpre missões de Defesa Aérea a fim de garantir a soberania do espaço aéreo nacional, sobretudo da capital federal, Brasília (DF).

 Foto: Soldado T. Amorin / CECOMSAER