11 de Julho, 2019 - 12:15 ( Brasília )

Aviação

Boeing anuncia queda drástica de entregas após crise dos 737 MAX


A Boeing relatou uma queda acentuada nas entregas de aeronaves comerciais nesta terça-feira (9), após a crise com seu altamente demandado 737 MAX.

A Boeing entregou apenas 90 aeronaves nos três meses encerrados em 30 de junho contra 194 (-54%) no mesmo período do ano passado, informou a gigante aeronáutica norte-americana em comunicado.

Após dois acidentes, em março a Boeing cancelou a entrega de seu modelo 737 MAX, uma aeronave que representa quase dois terços dos pedidos de compra.

A entrega de aeronaves é fundamental porque garante a receita das empresas - e esses dados são observados com muito cuidado por Wall Street.

Um 737 MAX da Lion Air e outro da Ethiopian Airlines sofreram acidentes em março que deixaram um total de 346 mortos. Desde então, todos os 737 MAXs estão sendo mantidos no solo até que a Boeing faça as correções reivindicadas pelas autoridades que regulam a aviação comercial.