22 de Outubro, 2011 - 10:42 ( Brasília )

Aviação

Investigador da ONU alerta sobre uso de aviões não-tripulados


O investigador independente da ONU para mortes extrajudiciais, Christof Heyns, criticou nesta sexta-feira o uso de aviões não-tripulados e missões militares em países onde não haja conflitos reconhecidos, independente do motivo apresentado. Para exemplificar, o investigador da ONU citou os casos do Paquistão e do Iêmen, onde os Estados Unidos adotaram abertamente esta política. Heynes também advertiu que estes sistemas operacionais têm um alto custo em termos de vítimas civis.

"O uso desses métodos por parte de alguns Estados para eliminar oponentes em países terceiros abre espaço para uma pergunta: porque os outros Estados não poderiam fazer eles mesmos?", indagou Heyns, considerando que "o perigo seria uma possível guerra mundial sem fronteiras, na qual ninguém estaria a salvo".

O investigador da ONU também alertou a comunidade internacional sobre a necessidade de iniciar um debate para esclarecer esta nova e perigosa tendência.