11 de Dezembro, 2018 - 10:45 ( Brasília )

Aviação

Bombeiros da BASP participam de simulação de acidente aéreo

Simulado foi uma oportunidade para os bombeiros de aeronáutica colocarem em prática todo o conhecimento adquirido em treinamentos diários

Tenente Kramer, Tenente Carlos Balbino E Capitão Landenberger

Setenta e seis bombeiros da Base Aérea de São Paulo (BASP) participaram, na sexta feira (30), da 32ª edição do Exercício Simulado de Emergência Aeronáutica (ESEA).

O exercício, promovido pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, consiste na simulação de um acidente aéreo em que são acionadas equipes de emergência que atuam como se estivessem em situação real.

“A atividade mobiliza todos os recursos internos e externos do plano de emergência do aeroporto para um acidente real, oferecendo suporte desde o pedido de socorro do piloto da aeronave até o deslocamento das vítimas ao hospital. Os bombeiros da Força Aérea Brasileira são nossos Force Responder, ou seja, os primeiros que chegam ao local do acidente junto à equipe médica”, explicou o Coordenador de Salvamento e Combate a Incêndio do Aeroporto, Cláudio Rodrigues de Carvalho.



A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) prevê a realização da simulação a cada três anos. Esse foi o segundo treinamento realizado no aeroporto em 2018, contando com a participação de 26 órgãos do sistema de resposta e emergência, incluindo instituições públicas e privadas, como forças auxiliares e hospitais.

O Comandante da Esquadrilha de Prevenção e Combate a Incêndio da BASP, Capitão Jamilton de Oliveira, falou sobre a importância da operação. “O simulado é uma oportunidade de colocar em prática todo o conhecimento adquirido nos treinamentos diários dos bombeiros.

É uma prova prática que aporta uma visão macro da atividade, enfocando o conceito de sistema de resposta e emergência aeronáutica e sua dimensão”, disse. A Força Aérea Brasileira possui em seu corpo técnico o especialista de combate a incêndio, o Bombeiro de Aeronáutica.

Os bombeiros da BASP prestam serviço ao aeroporto de maior circulação da América Latina e estão prontos para atender incidentes e acidentes, envolvendo aeronaves civis e militares que operam no aeródromo.

“O objetivo maior do trabalho do Bombeiro de Aeronáutica é proteger e salvar vidas humanas, é um serviço diferenciado no qual estamos sempre atentos a qualquer chamado, a qualquer momento. Hoje, tivemos a oportunidade de aplicar nossos conhecimentos e verificar todas as condições de acionamento dos órgãos envolvidos na operação, além de testar a proficiência e a capacitação operacional da equipe”, ressaltou o Chefe de Equipe dos Bombeiros do ESEA, Sargento Tiago da Silva Barbosa.



Fotos: Cabo Siqueira