29 de Setembro, 2011 - 14:00 ( Brasília )

Aviação

LUFTHANSA Adquire cinco EMBRAER EMB195

Aeronaves serão operadas pela Air Dolomiti, empresa italiana parceira da Lufthansa

São José dos Campos, 29 de setembro de 2011 – A Embraer e a Deutsche Lufthansa AG assinaram um contrato hoje para a compra de mais cinco jatos EMBRAER 195 (E195). As aeronaves serão operadas pela empresa italiana Air Dolomiti, com sede em Verona, empresa parceira da Lufthansa. O valor do negócio, referido a preço de lista, é USD 226 milhões. O início das entregas está programado para o segundo semestre de 2012.

A Air Dolomiti opera atualmente cinco E195. As aeronaves adicionais dobrarão a frota de E-Jets da Air Dolomiti. Atendendo à crescente demanda na Europa, os novos aviões serão utilizados para adicionar vôos em rotas domésticas e aumentar a freqüência de vôos entre Verona e o centro de operações (hub) da Lufthansa em Munique. Os E195 serão configurados com o novo assento ergonômico Slim Seat Plus, que oferece o mesmo nível de conforto, porém tem menor peso, auxiliando na redução do consumo de combustível.

“Esta nova encomenda da Lufthansa demonstra a habilidade comprovada do E195 de operar altamente competitivo mercado europeu”, disse Paulo César de Souza e Silva, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial. “A duplicação da frota de E-Jets da Air Dolomiti é uma prova da confiança da companhia aérea na adequação destas aeronaves à malha aérea da empresa, que está em plena expansão.”

Nico Buchholz, Vice-Presidente Executivo, Gerenciamento de Frotas, Grupo Lufthansa, disse: “Tenho a satisfação de saber que esta encomenda adicional garantirá o desenvolvimento da nossa frota de médio alcance. Este é o próximo passo em nossa estratégia de modernização da frota no sentido de reduzir consumo de combustível, custos operacionais, ruído e emissão de poluentes.”

Com este novo pedido, a Lufthansa será o maior operador de E-Jets na Europa. A empresa encomendou 43 jatos E190 e E195 desde maio de 2007. Hoje, 28 E-Jets estão em operação em três dos cinco parceiros regionais da Lufthansa: Lufthansa CityLine, Air Dolomiti e Augsburg Airways.

Sobre a Air Dolomiti

A Air Dolomiti foi fundada em 1989 pelo empresário italiano Alcide Leali. Foi adquirida pela Lufthansa em março de 2003, mas manteve o nome e a identidade da marca como um parceiro regional da Lufthansa. A missão da Air Dolomiti foi clara desde a sua criação – ser a primeira companhia regional na Itália a operar na Europa, com vôos sem escalas para as cidades de médio porte mais estratégicas na Itália. O foco da empresa é o viajante a negócios e o objetivo é oferecer serviços customizados de alta qualidade. Para mais informações, visite www.airdolomiti.it.


Sobre a família de E-Jets da Embraer

A família de E-Jets da Embraer é composta por quatro jatos comerciais com capacidade de 70 a 122 assentos, fruto de um projeto de engenharia avançado que apresenta desempenho eficiente, grande economia operacional, baixo nível de emissão de poluentes e uma ampla cabine de passageiros sem os indesejados assentos do meio.

Os E-Jets têm velocidade de cruzeiro máxima de Mach 0,82, voam a uma altitude de até 12.500 metros (41.000 pés) e possuem alcance de 4.450 km (2.400 milhas náuticas). O alto grau de comunalidade entre as quatro aeronaves – EMBRAER 170, EMBRAER 175, EMBRAER 190 e EMBRAER 195 – resulta em excepcional redução nos custos de treinamento da tripulação, manutenção e peças de reposição para os operadores. Outro destaque é a moderna tecnologia fly-by-wire, que aumenta a segurança operacional e reduz a carga de trabalho dos pilotos e o consumo de combustível.

O projeto da fuselagem em dupla-bolha oferece conforto superior e inclui duas entradas principais para passageiros e duas portas de serviço que minimizam o tempo de permanência no solo. Os E-Jets oferecem muito mais espaço ao passageiro, tanto na configuração com uma como na com duas classes, que qualquer outra aeronave de tamanho equivalente. Para mais detalhes, visite www.EmbraerCommercialJets.com.br.

Com grande aceitação, mais de mil pedidos firmes de 60 companhias em 40 países já foram recebidos. A frota, que supera os 800 jatos em operação, acumulou 5 milhões de horas de vôo e transportou 200 milhões de passageiros em todo o mundo. Trata-se de uma comprovada família de jatos que tem auxiliado companhias aéreas a ajustar capacidade à demanda em rotas operadas por aeronaves narrowbody com baixa taxa de ocupação, substituir aeronaves antigas e ineficientes e desenvolver novos mercados com menores custos, maior eficiência e alto nível de conforto para o passageiro. Para melhor avaliação dos benefícios gerados por essas aeronaves ao substituir jatos mais antigos, visite www.eforefficiency.com.