28 de Setembro, 2011 - 19:50 ( Brasília )

Aviação

Rolls-Royce inaugura nova era com a RR Trent 1000 do Boeing 787 Dreamliner


A Rolls-Royce, empresa global de sistemas de energia, celebra a entrega do primeiro Boeing 787 Dreamliner para All Nippon Airways (ANA), companhia aérea japonesa que inaugura uma nova era na aviação comercial mundial. A aeronave, que entrará em serviço de passageiros no próximo mês, é equipada com motores Rolls-Royce Trent 1000.

Mark King,Presidente do Setor Aeroespacial Civil da Rolls-Royce, declarou: "Estamos muito orgulhosos de impulsionar o Boeing 787 Dreamliner, um avião que representa um salto quântico na tecnologia aeroespacial em relação à geração de aviões a qual vai substituir. Ele marca o início de uma nova era de aeronaves mais limpas e eficientes. Nós da Rolls-Royce gostaríamos de parabenizar a Boeing e a ANA por esse marco importante na trajetória do Boeing 787 Dreamliner."

O Boeing 787 Dreamliner é um projeto do Século 21, com recursos avançados e materiais compostos que compõe 50 por cento da estrutura principal da aeronave, incluindo a fuselagem e as asas, tornando o equipamento mais leve. A aeronave é 20 por cento mais eficiente no consumo de combustível do que os aviões da geração anterior. Avanços na tecnologia do motor contribuem para a melhoria da eficiência no consumo de combustível e também para garantir que o Boeing 787 Dreamliner seja mais silencioso e menos poluente.

O Rolls-Royce Trent 1000 foi projetado especialmente para o Boeing 787 Dreamliner e incorpora a aerodinâmica, materiais e tecnologias de revestimento superiores aos disponíveis nos aviões atualmente em serviço.

O motor Trent 1000 tem um empuxo acima de 74.000 libras na decolagem. O motor funcionou pela primeira vez em 2006, impulsionando o primeiro voo do Boeing 787 Dreamliner em dezembro de 2009 e, desde então, tem equipado 75 por cento de todos os voos de teste. O motor impulcionou cinco de cada sete aviões do programa de ensaios em voo do 787, que culminou com a homologação e a certificação no mês passado do Boeing 787 Dreamliner pela Autoridade de Aviação Federal dos EUA (FAA) e da European Aviation Safety Agency (EASA).

Fatos importantes sobre o Trent 1000:

Clientes que escolheram o motor Rolls-Royce Trent 1000 para impulsionar os seus 787 Dreamliners incluem Air China, Air Europa, Air New Zealand, Air Niugini, Arkia, ANA, Avianca, Aviation Capital Group, British Airways, CIT, Delta, ILFC, LAN , LOT, Norwegian, Royal Brunei e Virgin Atlantic.

O fan dianteiro do Trent 1000 tem mais de nove pés de diâmetro e suga acima de 1,25 toneladas de ar a cada segundo na descolagem.

As lâminas da turbina de alta pressão no interior do motor giram 13.500 rpm, com as pontas atingindo 1.200 milhas por hora - duas vezes a velocidade do som.

Na decolagem, cada uma das 66 pás da turbina de alta pressão do Trent 1000 gera a mesma potência produzida por um carro de Fórmula 1. Isso siginifica 800 cavalos de potência por pá.

As temperaturas alcançadas no interior da peças do motor são cerca de metade do calor da superfície do sol.

A velocidade do fluxo de ar expelido pelo bocal traseiro da turbina atinge quase 900 milhas por hora.

Os Boeing 787 Dreamliner equipados com o Trent 1000 são na decolagem pelo menos 3 dB mais silenciosos do que a geração anterior. A redução de 3 decibéis do ruído equivale a reduzir pela metade a energia sonora produzida.

O motor Trent 1000 é projetado para voar por 20 mil horas antes de sua primeira revisão. Isto é o equivalente a mais de 11 milhões de milhas voadas, ou 450 voltas ao redor do mundo.