06 de Outubro, 2017 - 16:10 ( Brasília )

Aviação

Soldados em formação participam de atividades de campanha em Boa Vista

Os futuros soldados tiveram instruções teóricas e práticas sobre combate e sobrevivência na selva

Tenente Ranyer / Tenente João Elias


Os soldados alunos que estão realizando o Curso de Formação de Soldados (CFSD), na Ala 7 em Boa Vista (RR), participaram de um exercício de campanha promovido pela Esquadrilha de Segurança e Defesa (EaSD) da unidade.

Na oportunidade, os militares recém-incorporados à Força Aérea Brasileira (FAB) puderam participar de instruções teóricas e práticas que visam ao preparo e adestramento para desempenhar atividades de combate terrestre.

Nos dois primeiros dias, ainda nas instalações administrativas da Ala 7, os 30 soldados alunos puderam participar de diversas atividades teóricas para entenderem os principais conceitos das operações militares terrestres e sobrevivência na selva.

Instrução de camuflagem

Já no terceiro dia, após uma marcha de cinco quilômetros em direção à área do acampamento, tiveram a oportunidade de assimilar tudo aquilo que aprenderam em sede e aplicar em um ambiente com pouco conforto.

Em três dias de atividades, aprenderam a obter alimentos de origem vegetal e animal, a se orientar em locais de mata fechada, obter água e fogo, confeccionar armadilhas para defesa e alimentação, entre outras necessidades para o combate e sobrevivência na selva.

“Durante a realização das atividades, o jovem oriundo do meio civil começa a conhecer a resistência de seu corpo e a importância do cuidado da sua saúde”, afirma o Tenente de Infantaria Othon Jandir de Sousa Cardoso, oficial da EaSD da Ala 7, responsável pela condução das atividades.

“Após o exercício de campanha, os futuros soldados da Força Aérea Brasileira estarão adaptados às condições naturais de clima e terreno da região de Boa Vista, além de capacitados a situações de sobrevivência e progressão no terreno em cenários de combate”, complementa.

O Soldado Aluno Adir de Jesus Ferreira Aquino, um dos participantes desse exercício, relata que tudo que aprenderam nesses dias servirá para unir mais a turma como um todo, melhorar o desempenho deles como militares e, também, para suas vidas.

“Conseguir alimentos e água de diversas formas como as quais eu pude aprender vai me fazer melhorar como pessoa, pois aprendi que não há obstáculos diante das dificuldades”, conclui.

Instrução de armadilha


Fotos: Sd Richil / Ala 7 - FAB