06 de Setembro, 2011 - 09:32 ( Brasília )

Aviação

Rússia suspende voos de caças após explosão de avião


Um caça Mig-31 das Forças Aéreas da Rússia caiu nesta terça-feira na região de Perm, junto aos Montes Urais, e seus dois pilotos morreram, informou o Ministério da Defesa russo.

A aeronave desapareceu da tela dos radares às 6h41 de Moscou (23h41 de Brasília) quando voava a poucos quilômetros da cidade de Perm, capital da região homônima, declarou à agência Interfax o porta-voz da Defesa, o coronel Igor Konashenkov.

O ministério da Defesa russo suspendeu nesta terça-feira os voos de todos os caças MiG-31 após a explosão de um deles na região de Perm (Urais), que provocou a morte dos dois pilotos, informou a agência de notícias RIA Novosti.

Os voos foram suspensos até que uma investigação determine as causas da catástrofe, afirmou um representante do minstério à agência.

Segundo uma fonte militar, o avião explodiu poucos minutos depois da decolagem. O ministério da Defesa informou que o caça não transportava armas no momento do acidente.

"Os tripulantes morreram", disse o porta-voz, que acrescentou que os restos do avião foram encontrados uma hora depois de a emergência ter sido declarada. O caça caiu sobre pequenas casas de campo, mas sem causar vítimas em terra, escreveu em seu blog o governador da região de Perm, Oleg Chirkunov.

O último acidente sofrido por um caça Mig-31 na Rússia aconteceu em novembro de 2010, também na região de Perm, mas nessa ocasião seus dois pilotos salvaram suas vidas ao ejetar.