28 de Março, 2011 - 10:00 ( Brasília )

Aviação

BAE SYSTEMS Atualiza a Capacidade do Hawk Sul-Africano


BAE SYSTEMS ATUALIZA CAPACIDADE DO HAWK SUL-AFRICANO
 

Warton, Reino Unido – A BAE Systems concluiu seu trabalho de atualização do sistema bélico e de navegação que equipa a frota de aeronaves de treinamento Hawk da Força Aérea da África do Sul. Os trabalhos de incorporação do novo sistema na aeronave estão em curso.

A atualização de software e hardware, desenvolvidos em parceria com a Advanced Technologies & Engineering da África do Sul, possibilitará que as aeronaves Hawk Mk120 compartilhem dados simulados de radar com várias plataformas. Por exemplo, agora o Hawk Mk120 sul-africano poderá ver os mesmos dados dos Gripens da Força Aérea e das fragatas Corvette da Marinha do país em saídas de treinamento.

A atualização, conhecida como Capacidade Operacional 4, inclui a introdução de software que simula o uso de mísseis teleguiados por radar e infravermelho. A atualização também envolve a substituição do sistema de gravação analógica por vídeo por um sistema digital. Isso confere maior flexibilidade à análise dos dados pós-saídas, melhorando enormemente a qualidade do processo de debriefing tanto da tripulação da aeronave como do pessoal de terra.

De acordo com Mike Swales, Diretor de Treinamento Internacional da BAE Systems: “A integração destas atualizações nos Hawks da Força Aérea do país melhorará consideravelmente a capacidade de treinamento da aeronave, garantindo que os pilotos em formação aprendam em um ambiente mais realístico, e reduzindo significativamente o custo do treinamento em plataformas mais caras.  Além disso, ficam melhor preparados para o desafio de voar em aeronaves da linha de frente”.

A atualização começou com as oito aeronaves da Base de Makhado, na Província de Limpopo, e a das demais frotas de Hawk Mk120 está prevista para estar concluída até o final do ano.

A BAE Systems forneceu 24 aeronaves Hawk Mk120 Lead In Fighter Trainers à Força Aérea da África do Sul, onde são operadas pela Escola de Combate Aéreo, na Base de Makhado. Os Hawks da África do Sul são utilizados no treinamento de pilotos dos caças Gripen e de oficiais de armas. As aeronaves Hawk foram configuradas para que seus cockpits e sistemas lembrem detalhadamente aqueles dos Gripens.

As aeronaves Hawk estão em operação em 18 países, sendo reconhecidas como a melhor para treinamento em sua categoria.

Fonte BAE Systems