30 de Agosto, 2011 - 00:30 ( Brasília )

Aviação

Leilão de parte da antiga Varig termina sem propostas


SABRINA VALLE - Agencia Estado

RIO - Não houve proposta formal hoje para o leilão do Flex Communication Center, pertencente à massa falida da antiga Varig. O negócio, que compreende as estações de rádio da companhia aérea, estava avaliado em R$ 1 milhão. Segundo o escritório Nogueira, Simão & Bragança, que assessora a empresa na questão,o resultado já era esperado e é comum no mercado de leilões.

O centro de comunicação da Varig S/A é o primeiro ativo da massa falida a ser leiloado. De acordo com o sócio do escritório Nogueira, Simão & Bragança, Fábio Nogueira, os leilões deverão ser realizados ao longo dos próximos anos. Ele espera a arrecadação de um total de R$ 300 milhões.O dinheiro arrecadado será depositado na conta da massa falida, gerida pelo juiz da 1ª Vara Empresarial da Comarca da Capital, Luiz Roberto Ayoub, para futuro rateio entre os credores. De acordo com Fábio Nogueira, este processo não será imediato e dependerá de resolução da Justiça.

O escritório, que também cuida da falência da empresa, trabalha em outras frentes para quitar os débitos junto aos credores. Segundo o advogado, cerca de 30% da dívida da empresa pode ser contestada e a banca já conseguiu a anulação de aproximadamente R$ 800 milhões que eram reclamados pela Receita Federal.

O Flex Communication Center (FCC), unidade de negócios especializada em serviços de radiotelecomunicações para a indústria aeronáutica, permaneceu em funcionamento mesmo depois da falência da antiga Varig, atendendo a clientes como TAM, Gol, Azul, Webjet e Trip.